Publicado em 15/07/2013 as 12:00am

Ex-lateral do Palmeiras, Vicente Arenari, morre aos 78 anos

Ex-lateral do Palmeiras, Vicente Arenari, morre aos 78 anos


O ex-jogador do Palmeiras, Vicente Arenari, nascido em 23 de março de 1935, morreu na noite deste domingo, às 21h, no Hospital São José do Avaí, em Itaperuna-RJ. Aos 78 anos, Arenari faleceu em decorrência de um AVC (acidente vascular cerebral) ocorrido no dia 29 de abril – ele estava internado na UTI desde o dia 30 de abril e sofreu falência múltipla dos órgãos.
 
Vicente Arenari foi lateral-esquerdo do clube alviverde entre 1963 e 1964. Ao todo, entrou em campo 49 vezes (31 vitórias, 10 empates e 8 derrotas) e marcou um único gol, em amistoso realizado no dia 22 de janeiro de 1964 que terminou em empate por 2 a 2 frente aos peruanos do Sport Boys, no estádio Nacional de Lima (Peru).
 
A maior conquista do ex-jogador pelo Palmeiras foi o título paulista de 1963. Na ocasião, o Verdão garantiu o troféu com a vitória por 3 a 0 diante do Noroeste, no Pacaembu, e enfrentou o São Paulo na última rodada apenas para cumprir tabela. Naquele dia, os jogadores do São Paulo colocaram as faixas de campeão nos jogadores do Palmeiras – exceção feita a Ademir da Guia e Servílio, que receberam as faixas dos respectivos pais, Domingos da Guia e Servilio de Jesus (craques consagrados dos anos 30 e 40).
 
Nos anos 80, Arenari voltou ao Verdão para dirigir as categorias de base. E, em 1985, assumiu o comando do time principal. Como treinador, lançou alguns jogadores que revigoraram o Palmeiras diante da má fase que o clube atravessava – entre as principais revelações estão Gerson Caçapa, Edu Manga, Ditinho e Hélio. No total, foram 20 jogos como treinador do elenco profissional (7 vitórias, 6 empates e 7 derrotas).

Fonte: www.uol.com