Publicado em 22/07/2013 as 12:00am

Atleticano supera tiro na perna, cirurgia e desemprego para ver time na final

Atleticano supera tiro na perna, cirurgia e desemprego para ver time na final


Bruno Augusto da Silva é presença garantida nas arquibancadas nos jogos do Atlético-MG, especialmente quando se trata do ‘jogo da vida’, como ele mesmo define a final da Libertadores.  Mas dessa vez terá que torcer na cama de um hospital depois de ser baleado durante viagem ao Paraguai para o primeiro jogo da decisão contra o Olimpia.

Os dias de Bruno não têm sido fáceis. Está internado à espera de uma cirurgia e perdeu o emprego como vigilante ao acumular muitas faltas por causa das seguidas viagens para acompanhar o time na competição. Mas ele parece levar a situação de letra e não perde o bom humor . “Dessa vez não vai dar para ir. Mas pode escrever aí: eu vou para o Marrocos”, diz, aos risos, confiante de que o time disputará o Mundial de Clubes.

Fonte: www.uol.com