Publicado em 15/09/2013 as 12:00am

Atlético-MG estraga festa de aniversário do Grêmio, vence e se afasta da degola

Atlético-MG estraga festa de aniversário do Grêmio, vence e se afasta da degola


O Atlético-MG estragou a festa de aniversário do Grêmio. No dia que completou 110 anos, o time gaúcho recebeu o campeão da Libertadores cujo destaque é o principal desafeto do clube, Ronaldinho Gaúcho. Mas mesmo sem brilho do camisa 10, os mineiros levaram a melhor. Com gol de Fernandinho, nesta quarta-feira, pela 21ª rodada do Brasileiro, o placar foi 1 a 0 e afastou o alvinegro de vez da ponta inferior da tabela.

Foi o 10º jogo de invencibilidade atleticana. A segunda vitória seguida. Com mais três pontos na tabela, o time mineiro soma 28 e fica fora do alcance da zona de rebaixamento. Já o Grêmio vê os primeiros mais de longe. Agora são 9 de distância do líder Cruzeiro.

Grêmio e Atlético-MG fizeram um primeiro tempo em que a bola passou a maior parte do tempo nas intermediárias. Os setores de criação de ambos os times superaram raramente as barreiras rivais. Foi assim aos 7 minutos quando Fernandinho sofreu falta, cobrada perigosamente por Ronaldinho Gaúcho. Dida defendeu. Aos 10 minutos, o Grêmio respondeu. Sem conseguir entrar na área, Barcos experimentou de fora e obrigou Victor a uma difícil defesa.

As forças foram iguais na etapa inicial. O Atlético-MG ficou mais tempo com a bola nos pés. Porém  não produziu chances claras de gol. Enquanto isso o Grêmio tentou sair em velocidade sempre que recuperou a bola. Mas da mesma forma não obteve sucesso.

Aos 39 minutos, Barcos dominou a bola dentro da área do Atlético e rolou para Riveros. Mas o paraguaio furou e viu sair pela linha de fundo a chance gremista. E foi só. O apito final encerrou a primeira metade em 0 a 0, resultado que refletiu a pouca produtividade dos dois times.

"Um jogo bom, conseguimos contratar, tem que encaixar um contra-ataque para marcar", falou Ronaldinho Gaúcho do lado do Atlético-MG. "No segundo tempo a postura tem que ser diferente. Procuramos buscar espaço, mas o time deles está muito bem postado. Eles têm jogadores rápidos. Temos que voltar com mais empenho no segundo tempo", acrescentou Zé Roberto, pelo Grêmio.

Logo aos 2 minutos do segundo tempo, o Grêmio fez mais do que em todo primeiro. Zé Roberto entrou na área em diagonal e chutou cruzado. Victor colocou para escanteio. A chuva aumentou na etapa complementar e dificultou ações de qualidade. Assim, os times passaram a abusar de lançamentos longos.

E a chuva deu uma chance clara de gol ao Grêmio. Leonardo Silva foi recuar para Victor e a bola parou em uma poça. Vargas pegou cara a cara com Victor. Chutou e o goleiro defendeu. No rebote recuperou a bola, chutou novamente e a defesa afastou. Um minuto mais tarde Barcos encontrou Alex Telles pela esquerda. O lateral chutou forte, de primeira, mas parou novamente em Victor.

E nunca um ditado esteve tão certo quando aos 16 minutos do jogo. 'Quem não faz, leva'. O Grêmio não fez aos 14, parou em Victor aos 15, e logo em seguida levou o gol. Jô encontrou Diego Tardelli pela direita. O atacante cruzou para Fernandinho, que colocou na rede.

O Grêmio saiu ao ataque. Aos 28 minutos Zé Roberto foi lançado e bateu forte. Victor defendeu. A terceira defesa difícil do goleiro dos mineiros, ex-jogador do Tricolor. Mas foi pouco. Renato Gaúcho tentou colocar os donos da casa no ataque. Não conseguiu. O 1 a 0 para o Atlético-MG persistiu e estragou a festa de aniversário do Grêmio.

Fonte: www.uol.com