Publicado em 1/10/2013 as 12:00am

Pelo título brasileiro, jogadores do Cruzeiro rejeitam cálculos matemáticos

Pelo título brasileiro, jogadores do Cruzeiro rejeitam cálculos matemáticos


Com a ampla vantagem do Cruzeiro na liderança do Campeonato Brasileiro, os torcedores já começam a fazer contas para a equipe levantar o título e, segundo os estatísticos, a probabilidade do time ser campeão já superou a casa dos 90%. Os jogadores, no entanto, mantém o discurso de pés no chão e evitam falar em números.

"Já ouvi muito em questão de matemática, dos amigos, a imprensa mesmo, já li muito, mas o Cruzeiro não faz matemática, é continuar nessa sequência boa, continuar jogando firme e saindo vencedor de cada partida, essa é a matemática do Cruzeiro", afirmou o volante Lucas Silva.

Na primeira posição com 53 pontos, se o Cruzeiro vencer os sete jogos restantes em casa alcançará 74 pontos. Desde 2006, quando o Campeonato Brasileiro passou a ser disputado no modelo atual, em pontos corridos e com 20 clubes, o máximo que um segundo colocado atingiu foi 72 pontos.  O site Chance de Gol, por exemplo, dá ao Cruzeiro a probabilidade de 99,7% de ser campeão.

Apesar de evitar as contas, o volante dá a receita para o time ser campeão: manter o ritmo no Mineirão e não perder fora de casa. "Se não conseguir os três pontos no mínimo um fora de casa, e que se a gente continuar assim, a gente chega mais perto do título", comentou.

Ricardo Goulart concorda com o companheiro e adota a estratégia de um jogo por vez, que é o discurso dos atletas e da comissão técnica. "Sabemos que não ganhamos nada ainda, a gente tem uma boa vantagem, mas temos que respeitar os adversários dentro e fora de casa, mas sempre em busca dos três pontos", comentou.

O jogador também admite que os atletas conversam sobre a vantagem construída e ressalta o fato de o time depender apenas das próprias forças. "Sabemos que 11 pontos é uma boa diferença, temos jogos em casa que só depende da gente somar os pontos e tentar entrar na história. Esses números vão ficar marcado no clube, mas o que vai ficar marcado mesmo é o título, a gente conversa sobre isso e agora esses jogos que restam vamos encarar como uma final", concluiu.

Fonte: www.uol.com