Publicado em 24/11/2013 as 12:00am

Cuca destaca atuação 'quase perfeita' em goleada do Atlético-MG

Cuca destaca atuação 'quase perfeita' em goleada do Atlético-MG


Depois da goleada sobre o Goiás por 4 a 1, neste sábado, no Independência, o técnico Cuca considerou a atuação do Atlético-MG, principalmente no segundo tempo, "quase perfeita" diante de uma equipe "muito acertadinha".

"Foi um jogo muito bem jogado, uma plasticidade muito bonita e um segundo tempo que a gente foi quase que perfeito. Fizemos jogadas bonitas e acabamos fazendo 4 a 1 no jogo e mesmo com o placar de 4 a 1 foi um jogo difícil, já que o Goiás tem uma equipe muito acertadinha, muito certa e nos deu muito trabalho", observou o treinador.

Prova do trabalho da equipe alvinegra foi a boa participação de Victor especialmente na primeira etapa.  "Acho que quem veio a campo viu um grande jogo, um jogo bem jogado de ambas as partes, no primeiro tempo um 2 a 1 que a gente fez na base da velocidade, um jogo de intensidade, o Goiás também atacou bastante, forçou a nossa defesa, as defesas do Victor", afirmou Cuca.

O treinador ainda destacou a boa participação de Diego Tardelli, que foi decisivo ao marcar três dos quatro gols da equipe alvinegra. "O primeiro gol o Fernandinho deu para ele com um tapa e saiu dentro do gol. O segundo ele tabelou com o Luan e deu a atirada, o terceiro ele cobrou o escanteio curto e foi dentro do gol. São jogadas coletivas, mas individuais também, então é muito mérito dele mesmo", ressaltou Cuca.

Para o treinador o papel de Alecsandro, pouco acionado durante a partida, foi determinante para dar mais espaços a Fernandinho e Tardelli, que marcaram os gols da vitória atleticana. "O primeiro gol foi como, uma diagonal do Luan para o Fernandinho. Se o Alecsandro está fixo ali não tem diagonal. Mas se seu centroavante sai abre espaço para a diagonal, ai o Fernandinho bateu, o Renan pegou, acabou fazendo o gol de cabeça", disse.

"Às vezes o centroavante não participa de forma ativa, mas se movimenta para outros fazerem diagonal e o Tardelli e o Fernandinho foram privilegiados em cima disso com a velocidade que eles tem e com as diagonais que foram feitas. Acho que o caminho para ganhar o jogo hoje era essa diagonal para tirar um zagueiro dele do setor onde dificulta essa diagonal", acrescentou.

Fonte: www.uol.com