Publicado em 27/01/2014 as 12:00am

Anderson Silva registra BO por ser chamado de 'podre'

Anderson Silva registra boletim de ocorrência por ser chamado de 'podre'

O lutador Anderson Silva registrou um boletim de ocorrência contra uma mulher de 40 anos, que reside em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. A acusação é de injúria e foi realizada por intermédio da advogada do atleta. A informação foi confirmada pelo delegado Marcelo Magalhães, titular da delegacia de Pinhais. Segundo ele, o problema aconteceu após a suspeita ter escrito uma frase provocando Anderson Silva pelo Twitter. Apesar de não constar xingamentos, o delegado disse que uma frase motivou o lutador a registrar o boletim: - Chegou para nós um processo que corre contra uma moradora da cidade. Ainda estamos no processo de investigação para procurar o nome correto, endereço ou telefone da denunciada. É uma mulher de 40 anos, que escreveu na internet, em uma rede social, uma série de frases, incluindo "o Brasil vai ver o ídolo e o podre que você é". Só o "podre" já justificou o processo de injúria - explicou Magalhães. A advogada e assessoria de Anderson Silva não foram localizados pela reportagem para tentar explicar o boletim de ocorrência. A motivação do desabafo da mulher surgiu após a segunda derrota do lutador para o americano Chris Weidman - situação que também determinou o brasileiro ter quebrado a perna. O revés foi o segundo seguido para o mesmo rival. Para o delegado titular de Pinhais, o processo ainda está em uma fase inicial e precisa encontrar a mulher acusada para prestar esclarecimentos. Como o boletim de ocorrência está bem documentado, a tendência é que o processo seja encaminhado para a Justiça. A pena prevista para injúria é detenção de um a seis meses ou multa. Apesar de ter nascido em São Paulo, a residência oficial de Anderson Silva é em Curitiba, cidade que ele deu os primeiros passos no mundo da luta.

Fonte: (G1)