Publicado em 27/06/2014 as 12:00am

Chiellini considera punição a Suárez excessiva e espera redução da pena

O próprio Giorgio Chiellini, que foi mordido por Suárez, considerou a punição ao atacante uruguaio muito pesada: "O banimento foi uma medida excessiva".

O próprio Giorgio Chiellini, que foi mordido por Suárez, considerou a punição ao atacante uruguaio muito pesada: "O banimento foi uma medida excessiva".

"Dentro de mim não há sentimentos de alegria, vingança ou raiva contra Suárez", escreveu o zagueiro em seu Facebook. Ele também espera que a pena seja revista: "Eu sinceramente espero que permitam que ele fique junto aos seus companheiros durante a Copa. Um banimento assim é realmente alienante para um jogador".

"O que me resta é apenas a raiva e a decepção por ter perdido o jogo. No momento, meu único pensamento é para Luis e sua família, porque eles terão de enfrentar um período muito difícil", completou Chiellini.

"Eu sempre considero correta as intervenções dos órgãos competentes, mas ao mesmo tempo acredito que essa punição proposta foi excessiva", defendeu Chiellini. No lance em questão, o zagueiro foi mordido por Suárez e caiu no chão. Em seguida ficou mostrando uma suposta marca da mordida para o árbitro, que acabou não expulsando o uruguaio.

Posteriormente, entretanto, a Fifa decidiu que Suárez não poderá jogar nas próximas nove partidas do Uruguai, e o suspendeu de todas as atividades relacionadas ao futebol por quatro meses. Assim, ele está fora da Copa e pegou avião de volta para Montevidéu.

Fonte: www.uol.com.br