Publicado em 22/09/2014 as 12:00am

UFC volta a demitir o lutador brasileiro Thiago Silva

Dois vídeos postados pela ex-esposa de Thiago Silva, Thaysa Kamiji, nas redes sociais levaram o Ultimate Fighting Championship a demitir novamente o lutador.

Dois vídeos postados pela ex-esposa de Thiago Silva, Thaysa Kamiji, nas redes sociais levaram o Ultimate Fighting Championship a demitir novamente o lutador. Ele fora readmitido pela organização depois de ser absolvido pela Justiça dos EUA da acusação de agressão física e ameaça de morte a mulher e ao namorado dela, na porta de uma academia na Flórida.

Nesta sexta-feira, o jornal Extra, do Rio de Janeiro, publicou em seu site dois vídeos postados pela ex-esposa do atleta no Facebook. As imagens viraram polêmica, já que Thiago Silva aparece supostamente sob efeito de drogas e com uma arma. No mesmo dia, o UFC divulgou um comunicado oficial na internet anunciando a demissão do lutador paulista.

Thiago Silva foi demitido de seu contrato com o UFC no dia 07 de fevereiro devido à sua prisão pela polícia da Flórida. As queixas contra ele foram retiradas posteriormente pelos oficiais e Silva foi recontratado pelo UFC este mês. Baseado na nova informação recebida hoje em vídeo e áudio, Silva teve seu contrato terminado”, informou a organização em seu site oficial.

Thiago Silva foi preso no dia 7 de fevereiro deste ano, na Flórida, pela SWAT, depois de ameaçar com uma arma de fogo a ex-esposa, Thaysa Kamiji, e o namorado dela, Pablo Popovitch, na porta da academia de artes marciais onde Popovitch dá aulas de jiu-jitsu. A Justiça da Flórida retirou todas as acusações contra o brasileiro, depois que a mulher deixou o país por não cooperar com as investigações. Com isso, o paulista se tornou um homem livre e acertou o retorno ao UFC. Mas a volta durou pouco.


Fonte: Da Redação

Top News