Publicado em 20/10/2014 as 12:00am

Brasileiros podem faturar um milhão de dólares em arena

Final do campeonato mundial de montaria em touros da PBR ocorre de 22 a 26 de outubro

Cinco brasileiros estão entre os atletas mais cotados ao prêmio de US$ 1 milhão de dólares na arena de Las Vegas, durante a final do Mundial de montaria em touros promovida pela PBR (Professional Bull Riders), maior liga esportiva da modalidade em todo o globo. O prêmio será entregue em espécie para o campeão, juntamente com troféu e uma caminhonete Ford, patrocinadora oficial do campeonato.

Os 35 competidores disputarão cinco rounds, iniciados desde a quarta-feira até o domingo. O sistema de pontuação é por pontos corridos. Desta forma, os 15 melhores fazem a rodada final no último dia, onde iremos conhecer o campeão da etapa (que fatura o prêmio de US$ 250 mil) e o dono do título de melhor do mundo.

O mundial é realizado nos Estados Unidos desde 1994. Nestes 21 anos, os brasileiros conquistaram oito vezes o título de campeão do mundo. Adriano Moraes, atualmente diretor da PBR Brasil, foi o primeiro atleta a receber a premiação. “Chegar a um país onde o esporte nasceu e realizar esse feito foi desafiador e gratificante. A partir de então, o mundo passou a reconhecer o Brasil como um celeiro de estrelas desta modalidade”, diz.

Moraes ainda faturou outros dois títulos, em 2001 e 2006, sendo novamente destaque e único a possuir três fivelas da PBR. Em 2002, chegou a vez de Ednei Caminhas conquistar o mundo, seguido por Guilherme Marchi, 2008, Renato Nunes, em 2010, e Silvano Alves, em 2011 e 2012. “Este ano, tenho a certeza que o Brasil verá um atleta no lugar mais alto do pódio”, garante Guilherme Marchi.

Atualmente, cinco brasileiros seguem classificados no Top 10 e com chances reais de que um deles se torne o Campeão do Mundo: João Ricardo Vieira (1º), de Itatinga (SP), Fabiano Vieira (2º), de Pérola (PR), Silvano Alves (3º.), de Pilar do Sul (SP), Guilherme Marchi (4º), de Leme (SP), e Eduardo Aparecido (10º), de Gouvelândia (GO).

Durante a final em Las Vegas, são esperadas, diariamente, mais de 70 mil pessoas para acompanharem, não apenas as disputas na arena, mas também as variadas opções em entretenimento oferecidas. “Há espaços para que os fãs tenham contato com os ídolos durante o meet & greet, que é a sessão de autógrafos, e para que parceiros e fornecedores exponham seus produtos e serviços”, explica Martha Cajado, diretora geral da PBR Brasil.

O que a PBR faz é rodeio?

Não. O rodeio é uma tradicional festa sertaneja realizada no Brasil, especialmente nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Sul, reunindo shows musicais, exposições agropecuárias, eventos do agronegócio e provas com cavalos e touros, animais típicos da vida no campo. A PBR promove o esporte de montaria em touro, com regras e premiações como qualquer outra modalidade esportiva.


No Brasil

A PBR está presente no Brasil desde 2006, com sede estabelecida na cidade de São José do Rio Preto, interior de São Paulo, próxima às divisas com Mato Grosso do Sul e Minas Gerais, regiões consideradas extremamente influentes  ao agronegócio. Desde então, foram mais de 300 eventos realizados em todo país, incluindo regiões do Nordeste e Norte.

Números e informações

• Em todo o mundo, as premiações dos torneios de montaria ultrapassam a casa dos 15 milhões de dólares.

• De acordo com estimativa da Ambev, este setor movimenta R$ 10 bilhões por ano no Brasil, gera mais de 100 mil empregos e traz aumento de 15% na arrecadação de impostos nas cidades — além de 90% de ocupação dos leitos dos hotéis.

• O futebol movimenta cerca de 11 bilhões anuais.

• Calcula-se que só em 2011, mais de 5,4 milhões de pessoas tenham passado pelas arenas dos 30 maiores torneios realizados pelo país, enquanto o Campeonato Brasileiro de Futebol da série A teve 5,6 milhões de torcedores.

• Alguns touros chegam a valer R$ 100 mil, com possibilidade de aquisição de cotas desses animais.

Fonte: Da Redação