Publicado em 9/02/2015 as 12:00am

GSP diz que doping de Anderson é trapaça

Em entrevista ao Canadian Press, ele opinou: "a luta deveria ser cancelada, porque isso é trapaça.

Em um dia, Anderson Silva passou de astro cotado a uma superluta contra Georges St-Pierre a um lutador arrasado por uma acusação de doping. Sem o canadense em seu horizonte, o Spider agora teve seu caso analisado por ele. GSP comentou o flagra do brasileiro em um teste, que apontou uso de duas substâncias anabólicas, e não economizou nas críticas, deixando claro que considera isso uma trapaça.

St-Pierre admitiu que está "muito triste" com o caso. E afirmou que não gosta de citar um atleta, mas sim lutar contra o que ele chama de "sistema". O doping foi uma das razões para GSP deixar os octógonos, desmotivado, e já são 15 meses afastado do UFC, sem planos de retornar.

Em entrevista ao Canadian Press, ele opinou: "a luta deveria ser cancelada, porque isso é trapaça. É uma arma biológica que ele teve. Se eu vou enfrentar alguém com uma faca, e o promotor e a organização sabem que eu tenho uma faca. Eles não deveriam me permitir carregar uma arma para a luta. Substâncias que melhoram a performance são a mesma coisa, são armas biológicas. É uma vantagem que você tem sobre seu oponente com que você não poderia ser permitido competir."

A grande questão, diz o canadense, é que se está falando de vidas em jogo. "Não estamos jogando golfe, não estamos numa corrida. Estamos lutando. Toda vez que lutamos, colocamos nossa vida em risco", explicou GSP.

Fonte: uol.com.br