Publicado em 17/02/2015 as 12:00am

Brasil conta com força máxima na Libertadores

A última vez que todos os representantes já tinham sido campeões aconteceu há 18 anos. Na época, o Brasil entrou na Libertadores com apenas dois clube, Cruzeiro e Grêmio.

Após sequência de quatro títulos da Libertadores, o Brasil fez a pior campanha no torneio desde 1991 em 2014. Para apagar a imagem ruim deixada no ano anterior, o país chega em 2015 com 'força máxima'.

Pela primeira vez desde 1997, todos os times brasileiros que disputarão a Libertadores já têm em seu histórico ao menos um título. São Paulo, três vezes, Cruzeiro e Inter, duas taças, e Corinthians e Atlético Mineiro, com uma conquista cada, serão os representantes do país a partir desta terça-feira, com a estreia dos gaúchos contra o The Strongest.

A última vez que todos os representantes já tinham sido campeões aconteceu há 18 anos. Na época, o Brasil entrou na Libertadores com apenas dois clube, Cruzeiro e Grêmio.

E, se superstição valer, os torcedores podem ficar animados. Aquela temporada acabou com mais uma conquista brasileira na Libertadores, com o segundo título do Cruzeiro.

Com essa equipe reforçada, o Brasil segue a "maratona" de correr atrás do domínio argentino na competição. Como em 2014 o título ficou com o San Lorenzo, a diferença voltou a crescer com 23 conquistas da Argentina contra 17 dos brasileiros. O Uruguai com oito taças aparece na sequência.

Mas, se o Brasil está bem representado nesta busca, a Argentina vem em situação semelhante. O país também entra com cinco equipes, das seis representantes, que já foram campeãs do torneio.

Aliás, se somar os títulos dos representantes, a vantagem dos argentinos será considerável. São seis conquistas do Boca Juniors, o maior vencedor, quatro do Estudiantes, o quarto que mais vezes foi campeão, duas do River Plate, e uma de Racing e San Lorenzo, atual detentor da taça. Ou seja, 14 títulos da Argentina contra nove do Brasil.

O duelo entre Brasil e Argentina será visto já na fase de grupos. São Paulo e Corinthians enfrentarão o San Lorenzo, e o Cruzeiro pegará o Huracan.

Uma das armas dos brasileiros poderá ser a experiência. Entre os capitães dos cinco clubes, apenas o goleiro Fábio, do Cruzeiro, não conquistou taça. Rogério Ceni, Leonardo Silva, Fábio Santos e D'Alessandro já tem em seu currículo ao menos um título da Libertadores.

Além dos campeões de Brasil e Argentina, a Libertadores contará apenas com três "intrusos" de outros países. Nacional, do Uruguai, com três taças, Atlético Nacional, da Colômbia, e Colo-Colo, do Chile, com uma cada, são os outros times desta edição que já conquistaram título.

Dos capitães dos brasileiros na Libertadores, apenas Fábio não foi campeão da Libertadores

Fonte: uol.com.br