Publicado em 4/08/2017 as 2:00pm

Neymar deixa Barcelona e assina proposta milionária do PSG

Clube francês anunciou acordo de cinco anos com craque brasileiro.

Em uma transação tão surpreendente quanto milionária, Neymar deixou oficialmente o Barcelona e assinou nesta quinta-feira (3) com o Paris Saint-Germain dando fim a uma novela que durava semanas. A confirmação veio do próprio clube francês nas redes sociais.

Aos 25 anos, o brasileiro passa a ser a transferência mais cara da história do futebol, superando em muito a maior transação até então. No ano passado, o Manchester United desembolsou 105 milhões de euros (R$ 387 milhões) para tirar o francês Paul Pogba da Juventus.

Assim como aconteceu na saída do Santos para o Barcelona em meados de 2013, os valores do negócio são cercados de mistérios. Essa seria uma proteção dos franceses para não extrapolarem o Fair Play Financeiro e assim serem punidos pela Uefa. Segundo o acordo, um time europeu não pode gastar mais do que arrecada sob pena de sanções.

O que se tem é que Neymar mudou de Barcelona para Paris por não menos que 222 milhões de euros (aproximadamente R$ 820 milhões). O acordo até 30 de junho de 2022 renderá cerca de 30 milhões de euros (perto de R$ 111 milhões) por temporada para o jogador no que seria o maior salário do futebol mundial.

Nos últimos dias, o atleta pareceu viver uma indefinição e, parte da mídia espanhola, inclusive chegou a dizer que ele ficaria no Barcelona. A relação desgastada com alguns companheiros por conta da novela também teria sido um motivo para deixar a Catalunha. Na terça-feira da despedida, Lionel Messi postou nas redes sociais um vídeo agradecendo a parceria. Do outro lado, o PSG cumpriu aparentemente com todas as exigências feitas pelo craque o que o motivou a seguir rumo a um novo desafio.

Nesta quinta, o Barcelona anunciou que a rescisão do contrato de Neymar foi paga, o que o fez não ser mais jogador do clube catalão. Em comunicado publicado no seu site oficial, o time espanhol explicou que o advogado do atacante, Juan de Dios Crespo, foi diretamente até a sede da equipe e entregou ao diretor geral do Barcelona, Òscar Grau, o cheque de 222 milhões de euros (aproximadamente R$ 819 milhões), valor estipulado para rompimento do vínculo. A ação do representante legal de Neymar se deu depois de a liga espanhola rejeitar receber o pagamento da multa rescisória do atacante horas antes. Assim, com essa decisão, o brasileiro deixou de ser jogador do Barcelona e pôde se transferir ao PSG.

Neymar chegou ao Barcelona para o início da temporada 2013. Logo em seu discurso de apresentação, disse que não estava ali para competir com o astro Lionel Messi pelo título de Melhor do Mundo, por exemplo, mas sim, para ajudá-lo a ser cada vez mais o melhor do mundo. Ao lado do camisa 10 argentino e, mais tarde, também do uruguaio Luís Suárez, formou o histórico trio MSN, capaz de destroçar recordes e levantar troféus como o do Campeonato Espanhol (2014/2015 e 2015/2016), da Copa do Rei (2014/2015, 2015/2016 e 2016/2017), Mundial de Clubes (2015) e a da Liga dos Campeões (2014/2015).

Agora, o discurso de quando chegou à capital catalã já não faz mais sentido. Além da parte financeira, o movimento do jogador dá claro sinais de que títulos pessoais também o seduzem. Ainda mais se levado em conta que o sonho dourado do PSG de conquistar a Liga dos Campeões ainda está longe de acontecer. Neymar atuará com Di María e Cavani no ataque.

Isso sem falar nos brasileiros, algo que, segundo pessoas mais próximas, também estava fazendo falta ao craque no time azul-grená. Thiago Silva, Marquinhos, Daniel Alves, Thiago Motta e Lucas Moura atualmente atuam no time da capital francesa.

A apresentação do craque deve acontecer na próxima sexta-feira. Ainda não se sabe, no entanto, qual número Neymar irá usar. Atualmente, a sua camisa preferida, 11, pertence ao argentino Di María; a 10 é do também argentino Javier Pastore, outro dos queridinhos do clube parisiense.

Fonte: esportes.r7.com