Publicado em 11/07/2014 as 12:00am

Brasileiros falam sobre eliminação do Brasil na Copa do Mundo

A tão sonhada Copa das Copas, sediada no Brasil, fez com que muitos brasileiros acreditassem que a vitória do Hexa seria fácil. Mas a realidade não era para menos.

A tão sonhada Copa das Copas, sediada no Brasil, fez com que muitos brasileiros acreditassem que a vitória do Hexa seria fácil. Mas a realidade não era para menos. Faltou preparo técnico e psicológico entre os jogadores da seleção brasileira. Os torcedores de plantão já falavam sobre a falta de garra da seleção, desde os primeiros jogos.

A pressão que o Brasil sofreu, pode ter contribuído para o resultado final desse massacre de 7x0 contra a Alemanha. A seleção estava abalada com a ausência dos jogadores Neymar e Thiago Silva. O que mostra um certa falta de confiança entre os jogadores, desequilíbrio, e é lógico, falta de preparo técnico do time que estava dependente dos dois jogadores.

No final do segundo tempo, a tristeza estava estampada no rosto dos jogadores e torcedores brasileiros que ficaram surpresos com a derrota que marcou a história. O sonho do Hexa teve que ser adiado para 2018. Agora, o essencial é identificar as falhas, para que o sonho continue. Para isso, o Brazilian Times foi às ruas saber o que os torcedores de Boston aprenderam para as Copas futuras.

O santista Ângelo Cantalupo veio passear em Boston e visitar a filha que mora em Milton e ficou impressionado com a falta de vontade dos jogadores da seleção brasileira. Segundo ele “ Faltou trabalho em grupo, pois todos estavam dependendo do Neymar. Eles esqueceram que todos deveriam ter o seu papel em campo”.

Para a jovem estudante de medicina, Barbara Winand Dutra, o Brasil estava muito confiante que ganharia essa Copa. “Eu já sabia desde o começo que o Brasil não ganharia. Ganhamos por pouco quando o Brasil jogou contra o México. Imagina como seria ao jogar contra países com a Alemanha. A derrota era certa” Declarou Dutra.

Segundo ela, os jogadores estavam sem a garra brasileira de sempre. “ O Brasil mostrou que o time era de apenas um jogador, o Neymar. E sem ele, a seleção se deu por derrotada”.

Para o Alexandre Luercio, não existe nada de errado em torcer para o melhor time. “Eu penso diferente da maioria dos brasileiros. Não tenho nenhum receio em ver a Argentina ganhar a Copa. Se eles de fato merecerem, que sejam campeões. Apesar, de eu achar que a Alemanha seja a merecedora. Alias, nunca torci contra adversários, muito pelo contrario, eles nos fazem sair da nossa zona de conforto, e com isso nós nos superamos a cada dia. Não vejo glória alguma em torcer para o concorrente se tornar o pior. Acho isso uma pobreza de espírito. Afirmou Luercio

“É o que pretendo ensinar para o meu filho: que ele se esforce para se superar, com ética e através do esforço dele. Ficaria muito triste em vê-lo torcendo pela derrota alheia ao invés de investir essa energia em prol de sua própria evolução”. Declarou Luecio

Segundo a Adriana Fernandes, de Medford, não devemos achar culpados. “Diante de um placar inesperado como este é compreensível que, a principio, venhamos a nos sentir vulneráveis e emoções diversas impliquem muitas vezes em reações de certa forma questionáveis. Surpresas do tipo costumam causar não apenas comoção, mas se desdobram em um jogo de culpas que depois de um certo tempo não fazem sentido algum. Estamos sim todos muito tristes e desapontados. Mas não podemos deixar de valorizar a jornada de uma seleção que tem escrito uma história de vitórias ao longo do tempo e inspirado tantas outras nações. Além disso, e chegado ao momento de aprendermos com o ocorrido; tirar boas lições de situações difíceis é uma oportunidade para repensarmos nossa pratica superarmos nossos limites. No futebol e na vida” afirmou Fernandes.

Apesar da derrota, muitos brasileiros nas redes sócias conseguiram ver um lado positivo em perder a Copa das Copas. Agora, o gigante acordou, e o assunto mais falado são as eleições. O Brasil mostrou que sabe sim, sediar a copa do mundo. O Brasil mostrou para o mundo, o que é ser brasileiro. E que temos orgulho disso. O Brasil aprendeu que os outros países estão se aprimorando no futebol e que essa título de melhores do mundo, já não pertence somente ao Brasil. Quem será que leva o Taça da Copa de 2014? Argentina ou Alemanha? (Jaqueline G. de Almeida)

Fonte: Redação Brazilian Times

Top News