Publicado em 28/12/2008 as 12:00am

Agentes Federais prendem 110 imigrantes fugitivos

Para esses fugitivos, não houve Natal, pois exatamente no dia 24, enquanto alguns contavam seus poucos dólares para fazerem os sinos dobrarem em suas casas, o ICE chegou para prendê-los

Por Phydias Barbosa


Para esses fugitivos, não houve Natal, pois exatamente no dia 24, enquanto alguns contavam seus poucos dólares para fazerem os sinos dobrarem em suas casas, o ICE chegou para prendê-los. A “batida” foi planejada e coordenada em 5 dias nos condados de Miami-Dade, Broward e Palm Beach, além das cidades de Orlando e Tampa.

Os oficiais prenderam 81 fugitivos. Eles são assim considerados porque viviam escondidos no país, após terem recebido ordem de deportação. Outros 29 foram presos por violarem outras leis de imigração. A operação rendeu 47 prisões em Miami-Dade, 30 no condado de Broward, 15 em Palm Beach, 11 em Tampa e 7 em Orlando.

Dos presos, 24 possuem histórias de crimes relacionados a violência doméstica, furtos, tráfico e/ou posse de drogas, ultrapassagem de residência alheia, comportamento irregular e  resistência à prisão, assaltos e porte ilegal de armas. A lista também inclui ataques de pedofilia.

O imigrante tem estado sempre no fogo-cruzado. Mas existe, por parte de muitos, a idéia de que jamais serão apanhados, caso tenham recebido uma ordem de deportação. Continuam no país, às vezes usando nome diferente, social falso e outros instrumentos de “ir ficando”. Nada demais! A liberdade de ir e vir pertence a todos. Mas, um dia, chega a hora! É preciso estar preparado para todas as possibilidades.

Entretanto, acreditamos que essa batida seja uma das últimas realizadas ainda na era Bush. A esperança de um novo governo, que poderá mudar a forma de como se recebe o imigrante neste país, poderá iluminar o caminho de mais ou menos 12 milhões de pessoas.

Fonte: (ANBT - Agência de Notícias Brazilian Times )