Publicado em 5/03/2014 as 12:00am

Candidato republicano defende 'atirar em indocumentados'

Republicano ao Senado dos EUA defende "atirar em imigrantes indocumentados"

Um candidato ao Senado dos Estados Unidos está enfrentando fortes críticas devido ao seu posicionamento em relação à imigração ilegal. Ele fez um discurso, recentemente, afirmando que fazendeiros devem ser livres para atirar em “latinos”. A frase se refere à pessoas que entram no país usando a fronteira com o México, ou seja, ela engloba todos os imigrantes. O político ainda disse que isso é a coisa mais normal em seu estado natal, o Texas.

O republicano Chris Mapp, 53 anos, disputará nas primárias a vaga de candidato a Senador pelo seu partido contra o senador John Cornyn. “Os fazendeiros devem ser autorizados a atirar em qualquer imigrante que cruzar a fronteira ilegalmente através de suas terras”, afirmou sem a menor preocupação com as críticas e mostrando que um pedaço de terra é mais valioso que uma vida humana.

O candidato tentou defender sua argumentação alegando que os EUA não podem aceitar imigrantes indocumentados, cartéis de drogas, traficantes de pessoas ou terroristas, que usam a fronteira. “Precisamos garantir a segurança de nosso povo e até agora tudo que o Governo usou, não funcionou, pois isso os fazendeiros devem ter a liberdade de proteger suas terras”, acrescenta.

Em seu site de campanha, Mapp detalha sua luta contra a imigração ilegal e afirma que o país deve combater e expulsar os imigrantes. “Garanto que se eles forem mandados embora, nada afetaria o andamento de nossa nação. Os trabalhos de construção civil continuariam, tanto como o paisagismo e outros”, fala. “A única razão pela qual eles continuam a entrar ilegalmente nos EUA é devido às oportunidades de trabalho”, continua.

O Senador Cornyn, adversário de Mapp, o qualificou como racista e disse que “este tipo de atitude não ganha a confiança das pessoas”.

A primária republicana aconteceu na terça-feira (04). Além Cornyn e Mapp , outros seis candidatos disputaram a indicação, incluindo o deputado Steve Stockman (R- Texas). Até o fechamento desta edição o resultado ainda não tinha sido divulgado.

Fonte: (da redação)