Publicado em 23/01/2008 as 12:00am

México denuncia agressão de Patrulha de Fronteira dos EUA

O Governo mexicano condenou nesta sexta-feira as agressões supostamente cometidas pela Patrulha de Fronteira dos Estados Unidos, em Tijuana, junto ao limite entre os dois países, onde pela manhã foram lançadas granadas de gás lacrimogêneo.

O Governo mexicano condenou nesta sexta-feira as agressões supostamente cometidas pela Patrulha de Fronteira dos Estados Unidos, em Tijuana, junto ao limite entre os dois países, onde pela manhã foram lançadas granadas de gás lacrimogêneo.

A Secretaria de Relações Exteriores informou em comunicado que na madrugada de sexta-feira foi registrado o lançamento de gás lacrimogêneo num bairro de Tijuana, aparentemente por parte de agentes da Patrulha de Fronteira dos EUA.

A Chancelaria prometeu "uma investigação exaustiva sobre os incidentes, que afetaram as casas de residentes mexicanos na fronteira, para tomar as medidas pertinentes".

O México rejeitou "energicamente" as ações, que chamou de "desnecessárias, inaceitáveis e sem cabimento". E acrescentou que só com o diálogo e a cooperação será possível resolver os problemas na fronteira.

Autoridades de Tijuana afirmaram que esta é a sexta ocasião em que acontecem ataques desse tipo. Segundo testemunhos dos moradores, pelo menos seis artefatos foram lançados de território americano. Só dois explodiram.

Porta-vozes da Patrulha disseram à Efe que seus agentes só "se defenderam" das agressões de traficantes de imigrantes ilegais, que atacaram com pedras. Eles afirmaram que apenas uma das granadas caiu em território mexicano.

Fonte: (tiosam.com)