Publicado em 26/02/2008 as 12:00am

Agentes fazem advertência a moradores da fronteira

A preocupação é a infultração de criminosos nos grupos que entram ilegalmente neste país

 

Da redação

 

Milhares de imigrantes ilegais cruzam a fronteira sudoeste do Arizona diariamente e, segundo Roger San Martin, chefe de treinamento de operações de combate ao contrabando de pessoas na região, muitos traficantes de entorpecentes e criminosos foragidos de seus países estão chegando aos Estados Unidos através da divisa.

Ele alerta aos moradores da região que "quem dar guarita para qualquer imigrante, além de estar sendo conivente com o crime de tráfico de pessoas, pode estar colocando a própria vida em risco por não saber a origem do acolhido".

Eles apontaram a região de Tucson-Arizona, como sendo uma das mais críticas, onde diariamente são detidos cerca de 500 imigrantes tentando entrar neste país.

Martin disse ser sabedor de que muitas pessoas atravessam a fronteira em busca de oportunidade de trabalho e mudar de vida, "mas entre eles estão se infiltrando muitos criminosos e até terroristas". Seguindo em eu racicínio, afirma que não é ilegal dar água ou comida para os imigrantes famintos. "O problema é que entre eles estão marginais possivelmente perigosos e procurados pelas justiças de seus países de origem", acrescenta.

Explicando as acusaçõe de que existem criminosos infiltrados nos grupos de imigrantes que atravessam a fronteira, Martin apresenta diversos casos de prisões ocorridas na região envolvendo traficantes. "No ano passado foram apreendidos mais de 300 mil quilos de maconha, que estavam sendo trazidos para este país através da fronteira", conclui.

O posto de fiscalização de Tucson cobre uma área de 28 milhas e segundo Martin, o número de detenções tem caído bastante devido ao intenso patrulhamento realizado na região.

Fonte: (Brazilian Times)