Publicado em 10/06/2008 as 12:00am

North Caroline irá analisar programa de deportação de imigrantes ilegais

Favoráveis à lei defendem dizendo que estão a procura somente de criminosos violentos

A Comissão Criminal de North Caroline irá analisar hoje um programa que tem como objetivo contribuir para a aplicação da lei local deportar imigrantes ilegais, considerados perigosos para a sociedade.
Os últimos números dos agentes da Border Patrol dizem que os imigrantes ilegais nos Estados Unidos já somam 12 milhões e que representam atualmente cerca de um em cada 20 trabalhadores.
North Caroline ocupa o 9º lugar, entre os estados que mais tem imigrantes, com um número estimado em 206000 imigrantes ilegais.
Apoiantes da lei dizem que a meta do programa não é para deportar todos os imigrantes ilegais que vivem no estado, apenas os criminosos violentos. Mas há alguns que se preocupam com a nova lei e a chamam de racista, alguns advogados defendem que o programa está sendo usado em demasia.
Cercada por quatro xerifes locais, a senadora Elizabeth Dole propõe uma atitude dura em matéria de imigração. "Se eles estão pensando em vir em nosso estado para cometer crimes, eles devem pensar melhor e não fazê-los, porque nós estamos buscando apoio legal", disse Dole.
Quatro municípios do estado fazem parte do programa. A senadora democrata Kay Hagan também apóia o programa. Ela reuniu-se com seis xerifes semana passada, mas alguns deles ainda têm dúvidas.
"É muito importante que este programa não seja visto de forma errada, nós não estamos enviando adjuntos à rua para prender pessoas por serem ilegais", disse o xerife Earl Butler.
Alguns defensores dos imigrantes salientam, há milhares de deportados e mais de 80 por cento não eram criminosos violentos, mas, ao invés, foram acusados de violações simples de tráfego.
"Eu penso que há uma ligação entre essa desinformação e de algumas destas iniciativas locais de aplicação da lei", disse Rebecca Headen uma advogada contrária da lei.
Até agora, acusação de cunho racial foi feita contra qualquer uma das agências policiais do estado.
Entretanto, hoje, o Diretor da Comissão Criminal de North Caroline vai ouvir o Chefe de Polícia, Brian Curran e o director executivo da El Pueblo. Eles irão discutir o impacto da imigração e sobre a aplicação da lei na comunidade hispânica.

Fonte: (Brazilian Times)