Publicado em 13/07/2008 as 12:00am

Governador de MA lança debate para decidir futuro de imigrante

O governador Deval Patrick, lançou no último dia 9 de julho, um pacote de medidas como forma de integrar os imigrantes à Massachusetts

 

Da redação

 

Modelado após uma abordagem semelhante à que foi adotada em Illinois, o ato reunirá os responsáveis governamentais e  conselheiros políticos para a realização de uma série de reuniões públicas em todo o estado afim de elaborar um relatório com recomendações políticas sobre o assunto. A medida surge numa altura em que a  influência dos imigrantes em Massachusetts está em seu nível mais elevado desde a década de 1950. Cerca de 14 % dos habitantes do Estado são imigrantes, e sua presença no mercado de trabalho duplicou desde 1980 para 17 %. Mas eles enfrentam sérios desafios: Mais de 20 % não são fluentes em Inglês, e estudos têm mostrado que a maioria está mal preparada para a economia em mutação.

"Massachusetts é e sempre foi um Commonwealth de imigrantes," disse Patrick numa declaração do dia 9,  depois que ele assinou uma ordem executiva criando a iniciativa "Embora reforma de imigração e de execução seja um problema federal, hoje a realidade é que os Estados podem e devem encontrar maneiras criativas de integrar melhor os imigrantes e refugiados e  populações de forma mais coordenada através de serviços, incluindo formação profissional, assistência e cidadania."

A ordem do governador chamou a rápida reprovação de um grupo em Framingham que se opõe à imigração ilegal por não fazer a distinção entre legais e clandestinos. "Eles estão colocando todos em um pote como se todos fossem  imigrantes legais, o que não é correto", disse Jim Rizoli, diretor da Concerned Citizens and Friends of Illegal Immigration Law Enforcement. "É ótimo fazermos tudo o que pudermos para ajudar os imigrantes legais do estado, mas eu não colocaria o dinheiro dos contribuintes em qualquer coisa que lida com imigrantes ilegais, porque eles estão violando a lei. Eu não entendo como eles podem fazer isso com a consciência limpa " completa Jim.
Richard Chacón, diretor executivo do Instituto de Refugiados e Imigrantes, disse que espera que a questão sobre a imigração ilegal realmente seja pauta das reuniões ."Há momentos em teremos que tocar no ponto, mesmo que seja desconfortável , sempre pensando nas diferentes partes do estado", disse ele. "É uma necessidade, se queremos chegar a um consenso para o nosso plano de refugiados e imigrantes e para as nossas cidades e vilas".

Dos 907.000 imigrantes em Massachusetts, cerca de 175000 estão aqui ilegalmente, de acordo com um relatório do Massachussets Institute for a New Commonwealth, juntamente com o Centro de Estudos do Mercado de Trabalho da Northeastern University.

Um governo conciliador

 

Antes de sair do cargo, o ex-governador Mitt Romney (2003-2006), assinou um pacto entre autoridades federais e os policiais da State Police, que daria poder de imigração para os policiais estaduais, chamados de "troopers".

O então governador eleito de Massachusetts, Deval Patrick, amplamente a favor dos imigrantes indocumentados, declarou que, quando estivesse no cargo, ele cancelaria a lei.  Foi o que aconteceu . Deval Patrick, provido dos poderes de governador, cancelou o pacto e manteve o compromisso assumido com a comunidade de imigrantes.

O governador Patrick negociou que somente seis policiais estaduais serão treinados pelo Serviço de Imigração para deportação de criminosos que estejam ilegalmente no país.
O cancelamento do pacto mostra o quanto o governador Deval Patrick tem cuidado pelos imigrantes indocumentados. Ele considera que a imigração é assunto federal, que os imigrantes são parte da sociedade e que é enquanto governador deve zelar pela harmonia dessa sociedade.

Deval Patrcik se torna, em termos práticos, o governador mais conciliador dos últimos anos em Massachusetts: mesmo recebendo muitas críticas durante a campanha ele mantém seu posicionamento a favor da comunidade de imigrantes.

Fonte: (ANBT - Agência de Notícias Brazilian Times)