Publicado em 20/07/2008 as 12:00am

Entidade agenda manifestação no Rio Bravo, próximo à fronteira

Protesto contra a construção do muro reunirá centenas de caiaques e botes na semana das eleições

Uma curiosa manifestação contra o muro na divisa entre México e Estados Unidos está sendo agendada para a semana das eleições que vão definir o próximo ocupante da Casa Branca. Centenas de ativistas estarão em caiaques e barcos no Rio Bravo, próximo à fronteira no estado do Texas, para chamar a atenção sobre a importância recreativa do local. A construção de um muro naquele local poderia prejudicar o acesso ao rio, privando muita gente deste tipo de lazer.

Na verdade, os praticantes de atividades naquele rio já enfrentam o desconforto de dividir as águas com agentes da patrulha da fronteira, que passam com suas lanchas vistoriando constantemente a eventual presença de indocumentados ou mesmo de contrabandistas (coiotes). É muito difícil identificar quem está aproveitando momentos de descontração de quem pretende entrar na América ilegalmente. Os próprios policiais admitem que, por isso, o Rio Bravo tem uma péssima fama.

Protestos

O protesto está marcado para o dia 1º de novembro, um sábado anterior à eleição, que acontecerá no dia 4 do mesmo mês. A manifestação está sendo organizada pela entidade 'Los Caminos del Río', que pretende realizar um festival em apoio a uma vida saudável. O objetivo é reunir o maior número de pequenas embarcações para expressar oposição ao muro, que, de acordo com as autoridades americanas, terá 136 quilômetros (85 milhas) de extensão, no Texas.

Além do protesto, os organizadores querem mudar a percepção que a população tem do Rio Bravo. "Quanto mais o local for usado por remadores e pescadores, mais incomodados ficarão os traficantes de pessoas", argumentou um dos diretores da organização 'Los Caminos del Río'.

Mudança de imagem

Mudar essa imagem é fundamental para que o Rio seja visto como uma área recreativa. Um dos agentes da fronteira chegou a dizer que pretende comprar uma canoa para navegar pelo Rio Bravo. O escritor Keith Bowden, que já escreveu um livro sobre um passeio de canoa pelo Rio Bravo, afirmou que não será fácil mudar a opinião dos americanos em relação ao local. "Acredito que muitos associam o Rio aos coiotes, traficantes de drogas e outros negócios ilícitos", lamentou. De qualquer forma, a manifestação está agendada.

Fonte: (Brazilian Times)