Publicado em 6/11/2008 as 12:00am

Julie Myers, presidente do ICE, é demitida

O secretário do Departamento de Segurança Interna, Michael Chertoff, anunciou a demissão de Julie Myers, presidente do Immigration and Customs Enforcement (ICE), na quarta-feira

O secretário do Departamento de Segurança Interna, Michael Chertoff, anunciou a demissão de Julie Myers, presidente do Immigration and Customs Enforcement (ICE), na quarta-feira.

Chertoff elogiou as realizações de Myers, que estará deixando seu posto no dia 15 de novembro. Ele observou que, sob liderança de Myers, o ICE realizou prisões de imigrantes ilegais, detenção de foragidos e deportações.
Myers também se esforçou para identificar e cobrar o aprimoramento das prisões do país, modernizou o processo de deportação e reforçou a fiscalização das operações e detenções.
"Júlia tem sido uma importante força na transformação do ICE em uma agência de aplicação da lei", disse Chertoff em uma declaração.
Porém nos três anos de Myers não faltaram controvérsias. Sob a sua liderança, o ICE assumiu linhas mais agressivas de trabalho à execução de leis de imigração, que por vezes levou à separação de muitas famílias.

A agência também foi criticada por fornecer cuidados de saúde inadequados para alguns detidos nas suas prisões, como aplicar sedativo em deportados, apesar de que agora isso só pode ser feito com uma ordem judicial.
Myers também foi questionada por alguns membros do Congresso após uma festa à fantasia de Halloween realizada nas dependências do ICE, onde um homem fantasiado de negro  com maquiagem em seu rosto foi fotografado.

O subsecretário adjunto do ICE, John Torres, irá assumir a agência durante a transição presidencial, disse a porta-voz Kelly Nantel. Nantel disse ainda que Myers ainda não anunciou qual rumo tomará sua carreira.
"Ela está muito orgulhosa com as realizações do ICE, e está muito satisfeita de ter trabalhado com os homens e as mulheres do ICE", disse Nantel.

Fonte: (CNN)