Publicado em 20/04/2009 as 12:00am

Ativistas e imigrantes planejam manifestação para o 1º de Maio

Grupos defensores dos direitos de imigrantes uniram-se para realizar uma manifestação nacional no dia 1º de a fim de exigir igualdade de direitos, um projeto federal de reforma imigratória

 

Dezenas de grupos defensores dos direitos de imigrantes uniram-se para realizar uma manifestação nacional no dia 1º de a fim de exigir igualdade de direitos, respeito à dignidade do trabalhador imigrante e um projeto federal de reforma imigratória.

A marcha anual tornou-se popular em 2006, quando milhares de imigrantes protestaram contra uma proposta de lei na câmara dos deputados que criminalizaria indocumentados. Depois dos protestos, o Congresso americano já tentou a reforma duas vezes, sob o presidente George Bush, sem sucesso.

Ativistas acreditam que uma reforma imigratória é iminente. Latinos foram responsáveis em parte pela vitória do Presidente Barack Obama, especialmente em estados como Colorado, Flórida, Novo México e Nevada. Nacionalmente, o atual presidente conquistou 75% do voto latino.

O próprio Obama já declarou, numa sessão fechada com o Democratic Hispanic Caucus, que estará iniciando um diálogo nacional sobre imigração ainda em maio. O objetivo é discutir a melhor maneira de reformar o sistema e legalizar trabalhadores indocuementados.

Em Massachusetts, a passeata sai de Central Square, em East Boston, às 14h30, para encontrar-se com um segundo grupo esperando em Chelsea City Hall, Chelsea. Dali, a marcha parte para o Glendale Park, Everett, ao redor das 15h. A concentração pública acontecerá no Glendale Park à partir das 16h30.

“Cada brasileiro tem que ser um ativista e trazer alguém mais para a manifestação”, diz Fausto da Rocha, diretor do Centro do Imigrante Brasileiro.

“Já ouvi de gente saindo de caravana desde Lowell para estar aqui. Nós precisamos iniciar uma fofoca, onde todo mundo comente sobre a passeata e compareça para mostrar força”, complementa o ativista.

O evento à nível local está sendo organizado pela Coalizão 1º de Maio de Chelsea, East Boston e Everett e co-patrocinado por entidades como o Grupo Mulher Brasileira, Centro do Imigrante Brasileiro, Jobs with Justice, Centro Presente, Massachusetts Interfaith Committee for Worker Justice, Boston May Day Coalition, MIRA Coalition, OISTE, o Student Immigrant Movement, dentre outras.

Maiores informações podem ser obtidas através do telefone (781) 888-0248, com Fausto da Rocha, ou pelo (617) 787-0557, ramal 15, com o Grupo Mulher Brasileira, ou pelo e-mail reformaja@verizon.net.

Fonte: (Da redação)