Publicado em 11/05/2009 as 12:00am

Obama cancela pagamentos por ilegais presos

O presidente Barack Obama fez um apelo ao Congresso no sentido de cancelar os pagamentos federais feitos por prisões de ilegais, em geral recebido pelos estados e algumas cidades

 

O presidente Barack Obama fez um apelo ao Congresso no sentido de cancelar os pagamentos federais feitos por prisões de ilegais, em geral recebido pelos estados e algumas cidades. Ele continua firme em seu intuito de legalizar os trabalhadores indocumentados.

O novo plano orçamentário do governo terminaria de vez com o programa conhecido com a sigla SCAAP, (State Criminal Alien Assistance Program), sob o qual diversos estados americanos receberam 400 milhões de dólares no presente ano fiscal, para cobrir os custos com as prisões de ilegais nos EUA.

Na prática, o SCAAP reembolsa estados e condados pelo pagamento de salários de funcionários das prisões de trabalhadores indocumentados ou ilegais que praticaram algum ato criminoso de menor porte. O pagamento também inclui bônus, serviço de consultoria e compra de veículos.

Josh Gerstein, do site Politico.com fez uma observação na semana passada, dizendo que o custo para se manter ilegais em prisões ainda é muito mais alto do que o orçamento que governo disponibiliza. Por exemplo, na Califórnia, o programa só pagará $118 milhões de dólares em 2009, mas o custo final fica em torno de $1 bilhão. Mr. Gerstein afirma que não dá para cobrir nem 15% dos gastos com as prisões.

 


Prisões de ilegais vão diminuir gradativamente em vários estados americanos



Como os estados que fazem fronteira com o México têm tido problemas para equilibrar seus orçamentos, o corte na verba vai fazer com que diminuam as prisões de ilegais.

Na verdade, a Secretária do Homeland Security, Janet Napolitano, tinha até comentado na CNN que a imigração ilegal não é crime. Entretanto, existe um estatuto da imigração que estipula que cruzar a fronteira sem autorização é crime, sim.

Eliminar o SCAAP mostra uma sinalização da administração Obama na sua proposta de amolecer a deportação de imigrantes ilegais que já se encontram no país.

Em Abril passado, o conceituado jornal The New York Times publicou uma matéria na qual Obama comentava que iria de fato trabalhar, este ano, para permitir aos imigrantes ilegais se tornarem cidadãos legais. O jornal citou fontes oficiais e admitiu que Obama quer favorecer os ilegais, trazendo-os para o sistema legal, reconhecendo que teriam burlado a lei, impondo multas para que se tornem legais e residentes oficiais no país.

Há, porém, forças republicanas totalmente contrárias aos cortes financeiros do SCAAP e comenta-se que estes não serão aprovados.  Alguns políticos, tanto republicanos como democratas, já se manisfetaram contrários ao plano e enviaram documento a um subcomitê, pedindo que os fundos financeiros do SCAAP não sejam cortados.

Fonte: (Da redação)