Publicado em 29/06/2009 as 12:00am

"Emissão de Work Permits será agilizada", afirma Obama

Segundo o presidente, esforços serão feitos para reduzir atrasos na emissão de autorizações de trabalho

 

Na primeira reunião realizada em favor da reforma imigratória o presidente Barack Obama deu a entender que está empenhado em desempenhar um programa de anistia para grande parte dos imigrantes ilegais dos EUA. Curiosamente, um dos participantes mais elogiados por Obama foi o senador republicano John McCain, que tem se mostrado disposto a trabalhar num caminho para legalização dos indocumentados.


“Reconhecemos na reunião que 12 milhões de trabalhadores indocumentados estão aqui, sem pagar impostos da maneira como queríamos. Eles estão vivendo nas sombras, temos que retirá-los dessa condição” afirmou Obama após a reunião.  Sobre seu antigo desafeto de campanha presidencial, Mc Cain, ele só tinha elogios. “ Quero sobretudo elogiar John McCain, que está comigo hoje, demonstrando apoio em fazer a coisa certa. Eu estou com ele” disse, Obama, para a surpresa dos presentes.


Para o presidente, outra peça –chave na execução da reforma é a secretária-chefe do U.S Homeland Security, Janet Napolitano. Como governadora do Arizona, Napolitano  regulamentou um pacote de leis com sanções a empregadores que contratam indocumentados , além de ter recrutado tropas da  Guarda Nacional Americana na proteção da fronteira Arizona-México. Apesar disso, ela é a favor do fornecimento de ‘Driver’s License’ para indocumentados.


O governo federal também está trabalhando para agilizar o fornecimento de work permit para imigrantes que já aplicaram para a licença de trabalho. Segundo Obama, as agências estão trabalhando para reduzir atrasos na emissão de vistos e autorizações de trabalho. "Nos próximos 90 dias, lançaremos um site que irá, pela primeira vez, permitir a obtenção de verificação de atualização de status, em procedimentos via email e mensagem on-line" explicou o  presidente.  " Estamos caminhando para alavancar uma tecnologia de ponta que reduzirá a burocracia desnecessária, atrasos, e a falta de transparência que causa a tristeza de tantas famílias imigrantes em nosso país” finalizou em declaração na Casa Branca.

Fonte: (Da redação)