Publicado em 22/07/2009 as 12:00am

EXCLUSIVO - Brasileiro desabafa sobre ação de `Coyotes`

'Fui vítima de tortura, humilhação e muitas ameaças. Achei até mesmo que ia morrer' afirma mineiro

 

Personagens fundamentais no plano de travessia ilegal da fronteira de uma país, os chamados ‘coyotes’ são aqueles que se encarregam de transportar as pessoas até o território americano. Cobrando um preço que pode chegar a dezenas de milhares de dólares aos imigrantes, os ‘Coyotes’ normalmente os expôem à situações de risco à vida e a integridade física.

 

Um brasileiro,  residente de Massachusetts, em revolta ao tratamento que sofreu no trajeto do Brasil até os EUA, resolveu procurar o BT para contar a sua história. Preferindo não revelar sua identidade, G.R, conta que a jornada em busca do sonho americano, mais pareceu um pesadelo. “ Tudo começou numa viagem de São Paulo à Guatemala. Até aí tudo bem, sem muitos problemas. Depois que desembarcamos no país, entramos num caminhão ‘baú’, de dois andares com mais ou menos 200 imigrantes entre brasileiros, guatemalenses, entre outros latinos. Passamos mais de 20 horas de viagem, sem comer e beber, com pessoas fazendo ‘necessidades’ nas outras entre outras situações constrangedoras ” começa revelando o brasileiro, natural de Minas Gerais. Continuando a história, G.R afirma que o pesadelo estava só começando. “ Depois da viagem ainda ficamos num galpão por muitas horas para só depois recebermos um ‘pão com ovo’. Após comer, fomos para perto da fronteira e ficamos numa casa por aproximadamente 5 dias esperando a hora certa de fazer a travessia” explica.

 

Tortura e humilhação

 

Durante a travessia, todas as pessoas, mulheres e homens, tiveram que tirar toda a roupa, e começar nadar em direção ao outro lado da fronteira. “ Foi uma das situações mais constrangedoras que já vivi. Mulheres e homens, completamente sujos da viagem, sem direito à nem um mísero banho, nadando pelados, até chegar no local que os coyotes marcaram” afirma. Após o risco de vida que sofreram durante o percurso, as dezenas de imigrantes foram levados para uma casa localizada em Houston – TX. “ Lá começou o verdadeiro pesadelo. A gente é avisado que podemos ligar para a família avisando da nossa chegada e de que o dinheiro devia  ser pago imediatamente. Os ‘Coyotes’ agem com tortura, ameaças e muita humilhação” conta ele , revelando um exemplo. “ Um amigo que esteve comigo durante toda essa jornada, sem condições de pagar o valor que eles estavam cobrando, foi amarrado com correntes e vítima de todo tipo de tortura. Fotos foram tiradas e enviadas para a família, que negociou a compra de duas caminhonetes para ajudar a quitar os mais de $45 mil dólares que os ‘Coyotes’ estavam cobrando” afirma.

 

Revolta e a decisão de denunciar

 

Mesmo sabendo que a travessia da fronteira com a ajuda dos ‘Coyotes’ não seria fácil, com muitas dificuldades a serem superadas, o mineiro se diz revoltado com o modo como as pessoas foram tratadas. “ Eles nos trataram como animais, como ‘bicho’. Nunca achei que passaria por esse tipo de coisa” conta. Ainda segundo o mineiro, os ‘Coyotes’ quebraram os acordos de preço e na hora de efetuar o pagamento , cobraram um valor ainda mais alto. “ Eu devia pagar $10.500. Chegando na casa eles afirmavam que deveria ser $13.000. Eu fiquei desesperado, por que não tinha esse dinheiro todo para pagar. Achei que ia morrer” conta, revelando que conseguiu arcar felizmente conseguiu quitar a dívida antes de sofrer alguma retaliação. “ Para quem não consegue pagar imediatamente, eles iniciam os maus-tratos, as ‘cacetadas’ e as ameaças à nossa vida e a vida de nossa família no Brasil. Isso não pode continuar. São quadrilhas que atuam por aí, são conhecidos pela comunidade e ficam impunes. Isso não pode mais continuar” afirma.

 

Fonte: (ABTN - Agência Brazilian Times de Notícias)