Publicado em 30/09/2009 as 12:00am

Oficial da Imigração de MA é preso em perseguição

Um funcionário da imigração disse, ontem, que é inocente, depois de não ter passado no teste de drunk driving, mesmo depois que as autoridades confirmaram que a polícia de Weymouth o perseguiu a 110 milhas por hora

 

Um funcionário da imigração disse, ontem, que é inocente, depois de não ter passado no teste de drunk driving, mesmo depois que as autoridades confirmaram que a polícia de Weymouth o perseguiu a 110 milhas por hora.

Omar Hernandez foi solto com uma fiança de $1000 dólares pela Juiza Dianne Moriarty, mas teve sua carteira suspensa por tempo indeterminado.

De acordo com os arquivos do Registry of Motor Vehicles, Hernandez tem uma lista de 4 páginas de ofensas realizadas no tráfego, incluindo uma prisão em 2006 por dirigir sob influência de álcool, outra de 2003 por dirigir com uma garrafa de bebida alcoólica aberta no carro e ainda 3 multas por velocidade em 1999.

Ele também se envolveu em acidentes de carro nas cidades de Boston, Saugus, Malden e Quincy entre 1996 e 2006.

Quando foi parado pela polícia de Quincy em 2006, ele se recusou a fazer o teste do bafômetro teve a carteira suspensa por 180 dias.

No domingo passado, Hernandez foi perseguido quando foi visto pela polícia, saindo da rota 3 e tentando chegar na rota 18 em direção sul, dirigindo um Mercedes de cor preta a mais de 100 milhas por hora, por volta das 2:37 da manhã.

Ele foi perseguido durante alguns minutos e de repente, parou no meio da highway, recusando-se a sair do veículo.

"Hernandez não queria sair do carro", disse o capitão da polícia James Mullin. Ele acrescentou, também, que foi difícil retirá-lo do carro, o que teve que ser feito à força. "Nem deu para fazermos teste com ele, tal o grau de embriaguez".

O funcionário da imigração trabalha no escritório do USCIS (Citizenship and Immigration)no centro de Boston desde 18 de setembro de 2005. Suas atribuições são simples, ele atende pessoas que tenham problemas de imigração e precisam informações sobre procedimentos de rotina.

Fonte: (Boston Globe - Tradução: Phydias Barbosa)