Publicado em 27/11/2009 as 12:00am

Procuradora-Geral /MA declara apoio à Reforma Imigratória

Em declaração nessa terça-feira(24), Martha Coakley afirmou que 'chegou a hora de adotar uma política que faça sentido a 12 milhões de indocumentados'

 

A Procuradora- Geral do Estado, Martha Coakley, disse na última terça-feira, que os mais de 12 milhões de indocumentados que residem no  país, devem ter um caminho para legalização concedido.

“ Nós precisamos de uma política que faça algum sentido para essas milhões de pessoas que estão estagnadas em seus status quo. ” disse ela, que é um dos 4 candidatos que concorrem à cadeira no senado deixada por Ted Kennedy.

Para ela, a distinção que deve ser feita na hora de regularizaros imigrantes é separar  aqueles que são criminosos, daqueles os quais o único crime cometido é o fato de serem ilegais no país, tendo entrado nos EUA sem terem utilizado os caminhos legais para isso. “ Entretanto, acho que devem ser aplicadas algumas penalidades para esses casos” afirmou Coakley, para o jornal MetroWestDailyNews.

 

Criminosos perigosos e traficantes de drogas devem ser deportados, mas o ‘governo não deve prender nem deportar toda pessoa que está ilegal no país’disse.

Martha está atualmente em disputa para conseguir a vaga deixada por Ted Kennedy no senado norte-americano. Ela disse no encontro de terça – feira, que os candidatos tem posições similares, mas que o que fará diferença na escolha será os diferentes históricos de cada um.  No topo do  poder da segurança do estado, Martha  afirmou que ‘ tem visto muita coisa que não tem sido feita em Massachusetts, principalmente em nível federal’ .

Martha Coakley comentou ao BT sobre declarações

Nessa quarta – feira, a equipe de redação do BT contatou a Assessoria de Imprensa da Procuradora para esclarecer alguns pontos de suas declarações. Em declaração oficial por email, ela afirmou  - “ Para aqueles que tem vivido nesse país por anos, cumprindo a lei, pagando seus impostos e contribuindo para a sociedade, eu apoio um caminho responsável para a cidadania desses imigrantes. A Reforma Imigratória já passou da hora de acontecer”  

Fonte: (Da redação)