Publicado em 25/08/2010 as 12:00am

Camisa anti-imigrante gera polêmica em todo país

Com os dizeres ' Imigrantes ilegais são como esperma, milhões entram, mas apenas um trabalha de verdade' , a camisa estaria sendo vendida em diversas lojas, muitas delas localizadas em Massachusetts

 

Uma camisa foi alvo de muita polêmica em todo o país nas últimas semanas, por causa de seu  forte conteúdo anti-imigrante. Com os dizeres ‘ Imigrantes ilegais são como esperma, milhões entram mas apenas um trabalha de verdade’ , a camisa estaria sendo vendida em diversas lojas virtuais, muitas delas localizadas em Massachusetts.

A notícia enfureceu ativistas em favor dos imigrantes, que logo tomaram medidas para retirar o produto das lojas. “ Eu não gosto disso de forma nenhuma. É extremamente degradante e ofensivo” afirmou a americana Diane Soto, da Califórnia. Ela disse que ‘não acreditou’ quando viu a mensagem na camisa em uma loja na região de Bakersifield.  Ela não foi a única. Essa foi a reação geral de milhares de outras pessoas que leram os dizeres em alguma loja do país. “ Eles estão tentando fazer dinheiro atacando e agredindo outras pessoas, e isso não é certo” afirma o ativista local, Jess Nieto.

Primeiramente localizada na rede de lojas Spencer’s, a camisa gerou cópias em lojas de todo o país, chegando até em estados com grande número de imigrantes, como Massachusetts, Flórida e Arizona. Essa não é a primeira vez que a rede de lojas se encontra em controvérsia. Relatórios realizados anteriormente comprovam que foram comercializadas camisas com ‘temas asiáticos’ há alguns meses, nos quais eram utilizadas caricaturas e textos ofensivos. O caso, ocorrido em 2006, levou a empresa a retirar o produto das prateleiras e divulgar um pedido oficial de desculpas.

“Eles deveriam aprender com os erros cometidos no passado. Mas ao que parece, eles não aprenderam com isso não” opina Diane Soto. A americana Kaylan McMillan, que é casada com um imigrante indocumentado e tem dois filhos com ele, se diz aterrorizada pela mensagem da camisa. “ Isso não é certo! Que coisa terrível! Minhas duas filhas são descendentes de mexicanos e o pai delas é indocumentado”.

A rede de lojas preferiu ainda não se manifestar sobre o equívoco, embora boatos apontem que o sumiço do estoque das camisas nas unidades da empresa tenham sido uma ordem da diretoria para abafar o caso junto à opinião pública. Diversas lojas ao redor do país que redistribuiam a camiseta também já foram ordenadas a retirar o produto das lojas.

Fonte: (Da redação)