Publicado em 8/09/2010 as 12:00am

Número de imigrantes indocumentados diminuiu nos EUA

O número de imigrantes indocumentados nos EUA parou de crescer pela primeira vez desde 1990, de acordo com um relatório da Pew Hispanic Center, divulgado na última semana.

 

O número de imigrantes indocumentados nos EUA parou de crescer pela primeira vez desde 1990, de acordo com um relatório da Pew Hispanic Center, divulgado na última semana.

Caindo de 12 milhões para 11.1 milhões,  a população imigrante tem deixado o país após a explosão da crise econômica e a escassez de empregos . A entrada de imigrantes pela fronteira também diminuiu em comparação com os últimos anos, passando de uma média de 850.000 anuais  nos primeiros 5 anos dessa década, para atuais 300.000, em 2009.

A queda pode ser refletida nos empregos, sendo que 7 milhões de indocumentados foram empregados em 2009, em comparação com os mais de 8 milhões de 2007. Já o número de deportações crescem a cada ano, passando de 319,382 em 2007 para quase 400.000 em 2009.  Flórida, Nevada e Virginia foram os estados que mais perderam mão de obra indocumentada, segundo a pesquisa. Em síntese, a os indocumentados representam quase 4% da população do país.

Christine Thurlow Brenner, uma professora da Public Policy at Rutgers University-Camden,  afirma que o resultado é reflexo da falta de empregos no país. “ Algumas pessoas vão dizer que isso pode ter sido pelos investimentos em fortalecer a fronteira, e a segurança migratória, mas para mim está claro que tudo é baseado em conjuntura econômica, a falta de emprego é realmente o fator preponderante” afirma. N

Mark Krikorian,  diretor-executivo do Center for Immigration Studies, afirma que o fato se deu naturalmente, e que a recessão é sim o fator principal do resultado. “ Para mim, a política do país deve mudar na forma de ver a imigração indocumentada. Ela não é uma força imbatível. A imigração ilegal não vai estar sempre em crescimento como todos pensam” afirma.

Fonte: (Da redação)