Publicado em 4/01/2011 as 12:00am

Deportação de imigrantes custaria $137 bilhões aos EUA

O gasto individual de $12.500 por imigrante, conclui que somente em 2010, o governo federal gastou mais de $5 bilhões em deportações

 

O US Immigration and Customs Enforcement – ICE, revelou nessa semana quanto custa para deportar um imigrante indocumentado. O gasto individual de $12.500 por imigrante, conclui que somente em 2010, o governo federal gastou mais de $5 bilhões em deportações, levando em consideração o número de 393.000 imigrantes que foram devolvidos aos seus países de origem.

O diretor do ICE, Kumar Kibble, divulgou o valor em uma comissão para análises imigratórias, com lideranças republicanas. Ativistas pró-imigração já estão chamando o valor de  ‘ imposto de deportação’.

Com os números de imigrantes no país estimados em 11 milhões, o custo total para deportar essa população seria de $137 bilhões.

Estudo revela que população imigrante se estabilizou nos EUA

Um estudo da Pew Hispanic Center, revelou nessa semana que o número de imigrantes no país se estabilizou, após dois anos  seguidos de declínio. Até Março de 2010, haviam 11.2 milhões de imigrantes no país, comparado com 11.1 milhões em 2009, o estudo estimou.

Estatisticamente,  a mudança foi insignificante, sendo o número virtualmente o mesmo, se for levada em conta a margem de erro.  O  número recorde do estudo foi registrado em 2007, quando a população imigrante foi estimada em 12 milhões de pessoas. “ Nós vemos um grande declínio desde 2007, mas aparentemente ele parece ter se estabilizado” afirma Jeffrey S.Passel, um dos autores do estudo.

O número de imigrantes indocumentados no mercado de trabalho em 2010 foi estimado em 8 milhões, um pequeno aumento em comparação com  o ano anterior, mas novamente,  pouco significante do ponto de vista estatístico. O número equivale a 5.2% da força de trabalho do país.

Enquanto a situação econômica possa ter tido um efeito no declínio dos últimos anos, ainda não se sabe o porque do número ter se estabilizado. “Estamos temos problemas em descobrir a resposta para esse novo resultado” disse  o pesquisador. Do relatório do Census Bureau, pesquisadores podem estimar quantas pessoas vivem ilegalmente no país, mas o órgão não pergunta o porque da vinda ao país e porque eles estariam retornando para o seu país.

O estudo também estima que em 2010, mais de 350.000 crianças, com ao menos um parente indocumentado, nasceu no país. Um número próximo do estimado em 2009.

Fonte: (Da redação)