Publicado em 9/03/2011 as 12:00am

Geórgia aprova lei anti-imigrante contra empregadores

A lei HB87 obriga as empresas do estado à utilizarem o programa E-Verify para checar o status migratório de seus funcionários, e daqueles que estão aplicando para um trabalho

A câmara de deputados da Geórgia, aprovou na última semana, uma dura lei de imigração que requere que toda empresa no estado cheque o status migratório de seus empregados.

A lei HB87, que tem sido relacionada à lei do Arizona, passou por 113 a 53 na Câmara e agora deverá ir para o Senado estadual. Pela medida, as empresas do estado devem utilizar o programa E-Verify para checar o status migratório de seus funcionários, e daqueles que estão aplicando para um trabalho. O programa é voluntário e tem sido adotado em alguns estados para conter a contratação de indocumentados.

A proposta ainda criminaliza o transporte de indocumentados e autoriza a policia local a checar o status de pessoas sob custódia. A medida tem gerado muitas críticas, incluindo apelos da American Civil Liberties Union, que disse que a proposta encoraja a discriminação racial e poderia prejudicar a economia do estado, particularmente o setor agrícola.

Para alguns legisladores, a medida é fundamental. “ Essa sim é uma lei importante” afirmou o líder da maioria na Câmara, o republicano Edward Lindsey. “ É necessário dar esse passo pelo próprio estado, chamando a atenção para uma atuação federal no setor” opinou o democrata Pedro Marín.

Aproximadamente 200 pessoas protestaram em frente ao congresso da Geórgia, pedindo ao governador Nathan Deal, que vete a proposta. “ Eles estão tentando dizer que a comunidade imigrante não contribui para o estado, e que somos uma comunidade ilegal, e isso não é verdade” afirmou a manifestante Paulina Hernandez à CNN. “ Somente somos indocumentados porque esse país não tem coragem para passar uma legislação imigratória que faça sentido” completou.

Fonte: (da redação)

Top News