Publicado em 15/07/2011 as 12:00am

Deputado afirma : 'Eu fuzilaria os indocumentados'

"Os indocumentados tem que parar de tomar os empregos dos cidadãos norte-americanos" afirmou Mo.Brooks (R-Ala.)

Durante uma entrevista a um canal de TV americano, o deputado republicano pelo Alabama, Mo.Brooks (R-Ala.)   fez uma das declarações mais violentas contra os imigrantes nos últimos tempos. Ele afirmou que os indocumentados não merecem nada menos do que serem fuzilados por estarem em situação ilegal no país.

De acordo com a agência online de notícias, Huffington Post, o respondeu a uma indagação sobre a imigração, e surpreendeu pelo tom agressivo. “ Trabalhando como o seu congressista na Câmara dos Deputados, eu não faria nada menos do que fuzilar os indocumentados. Qualquer coisa que é ilegal nesse país deve ser combatida, e os indocumentados tem que parar de tomar os empregos dos cidadãos norte-americanos” afirmou ele.

O deputado Charlie Gonzalez (D-Texas), presidente do conselho hispânico do congresso, criticou a atitude do colega. “Utilizar da retórica para incentivar atos de violência não tem espaço na discussão por soluções realistas para o problema do sistema imigratório” afirmou.

Segundo informações da estação de rádio WHNT, os comentários do político não foram os únicos proferidos por legisladores do Alabama acerca da Imigração. Um comissário da cidade de Madison sugeriu que o governo precisa fornecer mais ‘salsa mexicana’ para alimentar todos aqueles que vão ser presos sob as novas legislações que ele pretende aprovar.

Segundo a jornalista e ativista pró-imigrante Elena Lacayo, as afirmações de Brooks ‘são apenas umas das últimas demonstrações da má utilização da linguagem para atacar os imigrantes com fins políticos”. Ela menciona que o deputado do Tennessee, Curry Told, recentemente disse que ‘indocumentados são como ratos’ e também o deputado Virgil Peck, que disse que ‘os imigrantes devem ser metralhados por  helicópteros’. 

Fonte: (da redação)