Publicado em 29/07/2011 as 12:00am

Imigrante morre de infarto enquanto aguardava deportação

Uma imigrante que estava presa na cadeia do Condado de Albany, em New York

Uma imigrante que estava presa na cadeia do Condado de Albany, em New York, aguardando deportação, morreu vítima de ataque cardíaco. Irene Bamega tinha 29 anos de idade e era francesa.

A informação foi dada por funcionários do Departamento de Imigração da cidade, na quarta-feira (27). Ela estava detida desde o dia 15 de julho e morreu nesta semana

Segundo as informações fornecidas, na quarta-feira (20), um companheiro de cela da imigrante chamou um guarda para relatar que ela estava passando mal e muito doente. Imediatamente Irene foi levada, de ambulância, para o Albany Medical Center, e ao chegar no local foi declarada morte.

A necrópsia determinou que a causa da morte foi miocardiopatia (deterioração dos músculos cardíacos).

Somente neste ano fiscal de 2011, nos Estados Unidos, morreram nove pessoas que estavam sob custódia da Imigração.

Caso é segundo em menos de dois anos

Preso aguardando a ordem de deportação, Pedro Tavarez, de 49 anos, morreu de parada cardíaca na cadeia de Suffolk County – MA, onde esperava deportação em dezembro de 2009. O caso revoltou grupos pró-imigrantes e em favor dos direitos humanos, além de familiares da vítima, que afirmam que a morte poderia ter sido prevenida.

Na noite do dia 19 de outubro, o imigrante de nacionalidade dominicana se sentiu mal, e já no atendimento do hospital, não aguentou e morreu após o ataque fulminante. Na época do ocorrido, o  porta-voz da Medical Examiner’s Office, Terrel Harris, afirmou que a morte foi de causas naturais.

Apesar da declaração oficial, os parentes e amigos de Pedro ainda se mantinham certos de que a tragédia poderia ter sido evitada. 

Fonte: (Luciano Sodré)