Publicado em 7/10/2011 as 12:00am

Condado em Illinois desafia Obama e libera imigrantes presos

Xerifes alegam que prender imigrantes é obrigação do governo federal e que a aplicação do "Secure Communities" onera um custo muito alto para o estado

A liberação de mais de 40 imigrantes indocumentados que estavam presos no Condado de Cook, é visto como um sinal de afronta à Casa Branca. A explicação para tal atitude é em razão de que o governo federal tem obrigado os estados a manterem presos imigrantes, mesmo com período de prisão expirado.

Esta nova medida foi adotada por comissários, a qual ordena que o xerife ignore os pedidos federais para manter presos os imigrantes, após a conclusão de sua pena ou pagamento de fiança.

Outras regiões adotaram medidas semelhantes, tais como São Francisco, que tem atuado contra a administração Obama, alegando que muitos presos são imigrantes detidos por infrações de trânsito ou delitos menores. A lei tem causado muitas discussões, pois alguns xerifes estão até evitando prender imigrantes, mesmo que acusado por algum delito.

Para o prefeito de Hanover, Rod Craig, essa atitude colocará os moradores da cidade em risco. Ele disse que ficou indignado com a soltura de três imigrantes que estavam detidos sob a acusação de terem agredido dois policiais e tentarem roubar a arma de um deles.

Os xerifes alegaram que prender imigrantes é obrigação do governo federal e que a aplicação do “Secure Communities” onera um custo muito alto para a cidade e trata injustamente os detidos, “especialmente os estrangeiros acuados de pequenos delitos.

Alguns estados já declararam que não participarão do programa, e o governador de Illinois, Pat Quinn, declarou que não vai cooperar com o “Secure Communities”. Em New York, o governo já avisou que não vai assinar a parceria e em São Francisco, o xerife se nega atender pedidos do ICE para que prenda imigrantes indocumentados que cometeram pequenos delitos.

Segundo o comissário Larry Suffredin, que apoia a medida, “o que está acontecendo é apenas a correção de uma injustiça contra pessoas que estão no solo dos Estados Unidos sob a proteção da Constituição”.

O idealizador do programa, o comissário Jesus Garcia, indaga aos manifestantes contrários: “Por que tratar os imigrantes diferentes dos demais presos. Se eles cumpriram a pena, devem ser soltos”.

Fonte: (Da redação)