Publicado em 20/06/2012 as 12:00am

Projeto permite que agentes fronteiriços violem leis ambientais

Os Câmara dos deputados aprovou na terça-feira (19), um projeto de lei que permite aos agentes fronteiriços contornarem uma série de leis ambientais para impor a vigilância nas fronteiras dos Estados Unidos com o México e Canadá.

Os Câmara dos deputados aprovou na terça-feira (19), um projeto de lei que permite aos agentes fronteiriços contornarem uma série de leis ambientais para impor a vigilância nas fronteiras dos Estados Unidos com o México e Canadá.

Os defensores do projeto afirmam que a medida é necessária para dar aos agentes um livre acesso às terras acidentadas, agora controladas pelo Departamento de Segurança Interna e Serviços Florestais. "Isso porque existem leis que impedem que os agentes circulem com viaturas em terras onde existem muitos animais selvagens. Desta forma o tráfico de drogas e de pessoas fica mais fácil para os contrabandistas", fala o deputado Rob Bishop (R-Utah).

Ele disse que o fato destas leis existentes impedirem o trabalho dos agentes de fronteira, fica difícil impedir a entrada de imigrantes indocumentados. "O projeto vai permitir que eles possam proteger melhor as nossas fronteiras", fala.

Mas o projeto já enfrentam críticas e caçadores, conservacionistas e grupos de defesas hispânicos afirma que isso vai prejudicar as áreas ambientais e que esta medida se faz necessária apenas na fronteira com o Canadá, onde a incidência de imigração ilegal e pequena.

A administração do Presidente Obama já divulgou nota se opondo ao projeto e os deputados esperam, agora, a decisão do Senado. O deputado Raul Grijalva (D-Arizona), disse que a medida vai sacrificar áreas ambientais apenas para avançar uma agenda anti-imigrante escrita pelos autores.

O projeto segue para aguardar a posição do Senado.

Fonte: Brazilian Times