Publicado em 27/07/2012 as 12:00am

Joe Arpaio fica pianinho ao encarar advogados de imigrantes

O xerife conhecido pela perseguição que faz aos imigrantes indocumentados que vivem no estado do Arizona, Joe Arpaio, esteve diante de alguns advogados que abriram um processo acusando-o de crimes raciais. Segundo informações,

da redação

O xerife conhecido pela perseguição que faz aos imigrantes indocumentados que vivem no estado do Arizona, Joe Arpaio, esteve diante de alguns advogados que abriram um processo acusando-o de crimes raciais. Segundo informações, o "todo-poderoso" ficou calado e não demonstrou nenhum ar de arrogância como ele faz diantes das câmeras de TV diariamente.

Os advogados, que representam um grupo de latinos, informaram que Arpaio se manteve calado sob a desculpa de que estava com gripe. O xerife foi interrogado sob os motivos de chamar os imigrantes indocumentados de "sujos".

Limpando a garganta, Arpaio respondeu de forma calma e sem os gritos costumeiros, afirmando que a declaração foi retirada de um contexto que não significa racismo. "Se uma pessoa atravessa a fronteira dos Estados Unidos com o México, durante quatro dias, com certeza ela poderia estar suja", explica ressaltando que foi daí que retiraram a frase.

Esta é a primeira vez que um escritório de xerife é acusado por discriminação racial e poderá ser exemplo para que outros processos surjam no combate ao racismo existente em algumas camadas sociais dos Estados Unidos.

Arpaio, por diversas vezes, negou as acusações de racismo e na terça-feira (24), diante dos advogados em um Tribunal, ele salientou que "não prende pessoas por causa da cor de sua pele".

Durante a audiência, os advogados citaram vários casos onde fica claro os motivos de todos acreditarem que Arpaio usa de racismo para trabalhar.

Fonte: Brazilian Times