Publicado em 22/02/2013 as 12:00am

Projeto prevê carteira de motoristas para imigrantes em CT

Uma audiência acontecerá na segunda-feira (25) para discutir o assunto

Uma audiência acontecerá na segunda-feira (25) para discutir o assunto

da redação

Um projeto de lei que está em discussão entre os legisladores de Connecticut poderá abrir caminho para a concessão da carteira de motoristas para imigrantes que vivem no estado. A notícia foi divulgada no início desta semana e segundo as informações, ainda faltam alguns pontos a serem definidos para que a proposta siga adiante.

Segundo o autor do projeto, o deputado Juan Candelária (D-New haven), existem cerca de 50 mil imigrantes indocumentados morando em Connecticut e se eles se tornassem motoristas habilitados, além de proporcionar segurança nas estradas, seriam uma fonte de receita para os cofres públicos. "Todos teriam suas vantagens, principalmente os trabalhadores que saem para trabalhar com medo de dirigir e serem pegos pela polícia", acrescentou.

A audiência pública para deliberar sobre a liberação de carteiras de motoristas para todos os imigrantes que vivem no estado acontecerá na segunda-feira (25), em New Haven. O local ainda não foi divulgado pelos organizadores. O projeto foi apresentado um mês depois que o Estado emitiu uma regra que permitia apenas um número limitado de imigrantes para solicitar o documento.

Esta regra se referia aos jovens que se encaixam na Ordem executiva do presidente Obama, assinada em junho do ano passado, e que abria caminho para a "legalização" de milhares de imigrantes indocumentados. Em janeiro, o subsecretário do escritório estadual de Política e Gestão, Mike Lawlor, anunciou que o Motor Vehicles permitiria a carteira de motorista estava pronto para atender estas pessoas. "Obviamente, as leis federais de imigração estão além do nosso controle, mas há algumas coisas que podemos fazer", disse. "Neste caso em particular, o Departamento de Veículos a Motor decidiu emitir licenças a pessoas que se encaixam nesta regra", continua.

Carolina Bortolleto, uma estudante graduada na Western Connecticut State University e uma imigrante indocumentada brasileira, que chegou aos EUA trazida pelos pais, é parte de um grupo de ativistas de imigração conhecidos como Connecticut Students for a DREAM. Ela se encaixou na Ordem de Obama e já solicitou a liberação da sua carteira de motorista. "Acabei de ser aprovada há cerca de duas semanas", disse Bortolleto.

No entanto, Bortolleto ainda não está satisfeita com o novo status. "O fato de que os jovens indocumentados são capazes de obter carteiras de motorista é um passo em frente", disse ela ressaltando que seus pais ainda continuam limitados. "Eles precisam de carro para o trabalho, para fazer compras de supermercado, entre outros afazeres", continua.

Fonte: Brazilian Times