Publicado em 20/09/2013 as 12:00am

Ativistas tentam reavivar debate migratório antes de recesso do Thanksgiving

Ativistas tentam reavivar debate migratório antes de recesso do Thanksgiving

da redação

A congressista Nancy Pelosi juntou-se a empresários, sindicalistas e ativistas na tentativa de que a Câmara dos Deputados vote em uma reforma migratória

 Durante essa semana, a congressista Nancy Pelosi juntou-se a Mark Zuckerberg, criador do Facebook, sindicalistas e Steve Case, diretor executivo do AOL, em diversas reuniões, enquanto ativistas defensores da reforma migratória tentam reavivar o debate sobre o tema, que cada vez é menos debatido no capitólio, em Washington-DC. Seu objetivo: ter um projeto de lei em votação na Câmara dos Deputados antes do recesso do Dia de Ação de Graças, em 28 de novembro.

Os ativistas reconheceram que será uma tarefa difícil e que os congressistas não retornaram do recesso de verão dispostos a abordarem o assunto. Os debates sobre a Síria e o teto da dívida do orçamento governamental tornaram prioridade na Câmara, controlada pelos republicanos. Colocar o debate migratório como prioridade na agenda legislativa será uma batalha dura, especialmente com a proximidade das eleições de 2014, quando os candidatos republicanos não vão querer parecer estarem concordando com o Presidente Obama.

Entretanto, inúmeros ativistas adiantaram que não desistirão sem lutar. “Nós temos que lembra-los que isso é importante e que haverá um preço a ser pago se eles não fizerem nada”, disse Tamar Jacoby, presidente do grupo ImmigrationWorks.

Na terça-feira (17), Pelosi se reuniu com Case e na quinta-feira 19) com o chefe do Comitê Democrático, Xavier Becerra e a congressista democrata, Zoe Lofgren, ambos da Califórnia, John Yarmuth, de Kentucky, George Miller, da Califórnia, se encontraram com Bill Samuel, da AFL-CIO, Mary Kay Henry, da SEIU, Janet Murgula, do Conselho Nacional de La Raza, Frank Sharry, do America’s Voice, e Gustavo Torres, diretor executivo da CASA de Maryland.

Também na quinta-feira (19), Pelosi e a coalisão de legisladores se reunirão para discutir o tema migratório com Mark Zuckerberg. O encontro aconteceu um dia depois de uma reunião entre Zuckerberg e o Senador Chuck Schumer (D-NY).

Outros ativistas apoiadores da reforma migratória se reunião com líderes conservadores que representam elementos chaves para que o tema volte à agenda ainda esse ano. Representantes do líder da maioria na Câmara, Kevin McCarthy, se encontraram com grupos de ativistas para discutirem os progressos feitos durante o recesso de agosto.

O Senador John McCain (R-Ariz.), negociador principal da proposta aprovada no Senado, disse na terça-feira (17) que os membros da “Gangue dos Oito” planejam se reunir brevemente para discutirem a situação atual do projeto de lei Câmara. O encontro foi confirmado por um representante do Senador Marco Rubio (R-FL). Ainda não foi confirmado se ele comparecerá ao evento. O objetivo do encontro, explicou McCain, é avaliar novamente o que os membros da coalisão bipartidária poderão fazer para “ajudar o processo seguir a frente”.

Apesar dos obstáculos, Schumer, também chamado de “líder da Gangue dos Oito”, continuou a pressionar através de ligações telefônicas, durante o recesso de agosto, com a mensagem direta: “Por favor, envolvam-se no debate migratório e apoiem uma reforma migratória na Câmara liderada por republicanos”.

“Nós tivemos um agosto bastante bom”, disse Schumer com relação aos criadores do projeto de lei. “O desafio era fazê-lo e em tempo hábil, entretanto, não acho que ele tenha morrido, de jeito nenhum”.

Mesmo assim, membros da Câmara dos Deputados parecem não estar com pressa para votarem em uma reforma migratória, especialmente quando outros assuntos, como a batalha fiscal, pairam sobre a agenda legislativa.

Fonte: Brazilian Times