Publicado em 16/12/2013 as 12:00am

Pedidos de asilo político quase triplicam em um ano

Números de pedidos de asilo político quase triplicam em um ano

O número de imigrantes entrando com pedido de asilo político depois de entrar ilegalmente nos Estados Unidos quase triplicou este ano, elevando este tipo de pedido a números recordes em duas décadas e aumentando a preocupação de que pessoas estejam cometendo fraude para que seus processos de deportação fiquem mais lentos. As informações são do Los Angeles Times. A contagem do total concedido de asilos temporários saltou de 13.931 para 36.026 no ano fiscal encerrado em 30 de setembro, de acordo com um relatório divulgado no dia 12 pelo Congressional Research Service, um grupo apartidário. Não está claro quantos desses pedidos podem envolver fraude. Os imigrantes que podem mostrar um medo de serem perseguidos em seu país de origem com base em raça, religião, nacionalidade, grupo social ou opinião política podem ser submetidos a um tribunal de imigração e soltos dentro dos Estados Unidos, se passarem por uma verificação de antecedentes criminais. Eles devem comparecer perante um juiz de imigração em um tempo determinado, mas as datas da audiência às vezes podem demorar um ano ou dois para serem agendadas. Se um pedido de asilo é negado, o candidato pode ser deportado imediatamente. "Parece -me que a ideia de demonstrar um 'medo provável' tem se tornado uma boa mantiera de permanecer no país", disse o deputado Trent Franks (R-Arizona) , cujo distrito faz fronteira com o México, durante uma audiência do comitê judiciário da Câmara no dia 12, ao olhar para as alegações de abuso de pedidos de asilo. O Representante Luis Gutierrez ( D-Ill.) pediu às autoridades de imigração que revejam de perto o processo de pedidos de asilo para que isso não fecha as portas para quem realmente precisa de proteção contra perseguições. Oficiais da Patrulha de Fronteira estão preocupados que os cartéis de drogas possam estar treinando traficantes para pedir asilo na esperança de serem autorizados a ficar em os EUA por mais tempo. "Isso pode estar criando um efeito magnético", disse um funcionário do Homeland Security depois da audiência, sob a condição de anonimato porque não estava autorizado a falar com a mídia . Ruth E. Wasem , especialista em política de imigração para o Serviço de Pesquisa do Congresso que analisou os dados das reivindicações, avisou que não havia dados suficientes para determinar se o aumento nas reclamações poderia ser atribuído a fraude. Tribunais ainda têm de rever a maioria das reivindicações, disse ela. "O aumento por si só não significam um aumento no número de fraudes ", Wasem disse. O aumento nas reclamações vieram principalmente de imigrantes que pedem para não serem deportados para El Salvador, Guatemala e Honduras, e em menor escala para o México, Índia e Equador, disse Wasem. Cerca de 360 mil pessoas são apreendidas pela Patrulha da Fronteira a cada ano ao tentar entrar no país ilegalmente.

Fonte: (da redação)