Publicado em 20/12/2013 as 12:00am

Novo secretário de segurança apoia a reforma da imigração

Novo secretário de segurança apoia à reforma da imigração

O novo secretário do Department of Homeland Security, confirmado no posto pelo Senado no dia 16, Jeh Johnson, é a favor da reforma imigratória. Em uma carta enviada a senadores republicanos, refletindo sobre a administração de um departamento que ele começa a trabalhar ainda esta semana, Johnson se declarou a favor do projeto de lei de reforma imigratória aprovado pelo Senado este ano. Na carta, Johnson escreveu sobre as leis de imigração do país e como o projeto de lei do Senado irá cuidar das mudanças necessárias nesse sistema. A carta foi obtida pelo site "Politico.com". "Eu acredito que a reforma deve ser abrangente e incluir disposições que permitem ao governo federal continuar seus esforços para reforçar a segurança das fronteiras, ter como alvo os empregadores que contratam trabalhadores sem documentos e modernizar o próprio sistema de imigração", escreveu Johnson na carta. Johnson, aprovado pelo cargo por uma votação de 78-16, irá substituir Janet Napolitano, que renunciou em setembro para assumir a presidência da University of California. Johnson estará em um cargo chave nesse momento em que o Capitólio está tentando reformar as leis de imigração. Na carta, Johnson também falou a favor de um sistema biométrico de controle de entrada e saída e de um sistema "eficaz" de controle de contratações, tais como o sistema E-Verify obrigatório. Ele também escreveu que os imigrantes que "representam uma ameaça à segurança nacional e segurança pública" devem ser sujeitos a deportação e não devem ter acesso a benefícios de imigração e um caminho para o status legal. Johnson disse que o projeto de lei do Senado irá cuidar de todos esses problemas. "Se a reforma abrangente de imigração for promulgada e se eu estou confirmado no cargo, uma prioridade para mim será a implementação efetiva da reforma", escreveu Johnson. "Vou trabalhar para preparar o DHS a administrar as mudanças na lei e garantir que o DHS tenha o pessoal, os recursos e capacidade para implementar com sucesso a reforma da imigração". Johnson acrescentou que acredita que funcionários do DHS precisam ser "vigilantes" no acompanhamento do programa EB-5 ? um programa de vistos para os investidores estrangeiros que está sendo investigado. "Eu entendo que o programa EB-5 tem valor, mas concordo que devemos ficar vigilantes em monitorá-lo do ponto de vista de segurança", escreveu Johnson. No passado, Johnson, que foi nomeado em outubro pelo presidente Obama, foi conselheiro geral do Pentágono, quando desenvolveu um bom relacionamento com republicanos no Senado. O DHS é responsável por supervisionar 22 agências, incluindo a imigração, segurança das fronteiras e segurança dos aeroportos.

Fonte: (brazilian voice)