Publicado em 9/04/2014 as 12:00am

Candidato a presidência, republicano diz que reforma é prioridade

Possível candidato a presidência, republicano afirma que reforma imigratória é prioridade caso eleito

Ex-governador da Flórida e irmão e filho de presidentes, Jeb Bush, deu uma declaração essa semana que pegou os republicanos de surpresa. Frequentemente citado como provável candidato presidencial em 2016, Jeb Bush afirmou à emissora de TV Fox News que, se ele fosse o presidente, daria apoio a uma reforma imigratória compreensiva e faria mudanças no sistema de educação do país, com propostas de inclusão dos imigrantes.

É também é o membro da família Bush mais ligado à comunidade hispânica, graças a seu casamento com Columba Bush, nascida no México, e por seu domínio do idioma espanhol. Jeb Bush tem dito que a especulação sobre uma possível candidatura dele à presidência em 2016 tem gerado mais atenção do que se ele já estivesse na corrida pela Casa Branca. O ex-governador republicano da Flórida nega que tudo isso seja somente um plano para preparar o terreno, mas diz que até o final do ano decidirá se vai ou não disputar as eleições para presidente em 2015.

Bush tem desafiado muitos republicanos pelo seu apoio a uma reforma imigratória total e mundanças no ensino para a escola fundamental, do jardim de infância (kindergarten) à 12ª série, período básico de formação dos alunos.

Sobre imigração, ele disse à Fox que aqueles que vieram ilegalmente para o país geralmente o fazem porque não têm outro meio para sustentar a família, e que o que eles fizeram não foi “nenhum crime.” “É um ato de amor. É uma demostração de compromisso com a família”, disse Bush. “Honestamente, penso que isso é um tipo diferente de contravenção, que deve ter seu preço, mas não se pode condenar pessoas que vêm para este país para ter com o que sustentar a família.”

A declaração foi dada em entrevista na biblioteca do pai George H. W. Bush, durante as comemorações de 25 anos da presidência do patriarca.

Fonte: (da redação)