Publicado em 27/06/2014 as 12:00am

Reforma Imigratória "morreu" no governo Obama, diz jornal

O jornal Washington Post publicou uma matéria nesta quinta-feira (26), na qual afirma que a reforma imigratória está morta no atual governo dos Estados Unidos. No artigo, ficou claro que o projeto só voltará a ser discutido depois que o presidente Barack

Da redação

O jornal Washington Post publicou uma matéria nesta quinta-feira (26), na qual afirma que a reforma imigratória está morta no atual governo dos Estados Unidos. No artigo, ficou claro que o projeto só voltará a ser discutido depois que o presidente Barack Obama deixar o cargo. Segundo as informações, tanto Democratas quanto Republicanos pensam da mesma maneira.

A nota cita a dificuldade para seguir com o projeto e ressalta que durante anos o presidente tentou passar uma legislação que abrisse caminho para legalizar os milhões de imigrantes que vivem no país. Mas as tentativas foram barradas nas diferenças de opiniões dos dois partidos. Acredita-se que até depois que Obama deixar o cargo, ainda será complicado chegar a uma posição sobre o assunto.

Este fracasso deixa cerca de 12 milhões de imigrantes indocumentados às sombras e trabalhando sempre com medo, sem poder dirigir em segurança ou garantir um futuro mais estruturado para suas famílias.

Os especialistas afirmam que este fracasso aconteceu devido ao colapso em aplicar leis mais rigorosas na fronteira e investir mais na proteção da mesma. Alguns dos legisladores que mais incentivavam a Reforma, afirmam que perderam as esperanças de que o projeto volte à pauta ainda neste Governo.

Obama tinha prometido a reforma Imigratória como prioridade em seu segundo mandato e uma grande parte dos Republicanos também afirmaram que discutiriam o assunto após as eleições de 2012. Mas ao assumir o cargo, as ideias mudaram e o presidente se viu diante de uma forte briga de jogos e interesses políticos envolvendo os votos da comunidade latina.

Fonte: Brazilian Times