Publicado em 8/10/2014 as 12:00am

"Eu vou tomar medidas sobre a imigração até o final do ano"

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse na noite de quinta-feira (02), que vai tomar medidas executivas sobre a imigrante entre as eleições e o final do ano.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse na noite de quinta-feira (02), que vai tomar medidas executivas sobre a imigrante entre as eleições e o final do ano. Ele garantiu que vai agir sem o apoio do Congresso e que também está frustrado com a morosidade dos legisladores em passar um projeto de Reforma Imigratória.

Obama ressaltou que sabe da dor enfrentada pelas famílias quando acontece uma deportação. Ele acrescentou que “não vai descansar de lutar pelos imigrantes” e pediu para que todos fiquem tranquilo, pois ele vai agir.

O presidente ainda culpou diretamente os Republicanos no Congresso e disse que eles possuem apenas interesses políticas e não estão preocupados com o bem estar das pessoas. “Se fosse o contrário, já teriam feito algo, mas não fazem porque temem que a ação beneficie os democratas”, continuou.

Para o presidente, corrigir o sistema quebrado de imigração dos EUA é um dever e algo que precisa de urgência. “E eu vou fazer isso, custe o que custar”, acrescentou. Obama disse, ainda, que a imigração é um benefício para a economia do país. “Há seis anos eu pedi para os imigrantes acreditarem em mim e hoje eu peço, continuem acreditando”, finaliza.

Fonte: Da Redação