Publicado em 19/11/2014 as 12:00am

Com pais deportados, atriz americana pede "Reforma Imigratória" a Obama

Diane Guerrero nasceu em New Jersey e cresceu em Boston (MA), depois que a família foi deportada

A atriz Diane Guerrero, que interpreta Maritza Ramos na série norte-americana “Orange is the new Black”, disse que seus pais e o irmão mais velho foram deportados, quando ela era adolescente. Durante uma entrevista à CNN, na segunda-feira (17), ela declarou apoio ao presidente Barack Obama e o incentivou a assinar a ordem executiva. “É preciso reformar o sistema de imigração urgentemente”, disse.

Ela ressaltou que é tão difícil uma pessoa conseguir documentos e legalizar sua vida nos Estados Unidos. “Os meus pais tentaram, mas o sistema não ofereceu esta oportunidade a eles”, afirmou ela bastante emocionada. “O que eu estou pedindo é criar uma solução para as famílias imigrantes”, continua.

Agora, Guerreiro é voluntária do Immigrant Legal Resource Center, um grupo sem fins lucrativos que defende os direitos dos imigrantes. "Manter as famílias unidas é um valor americano", disse ela. "O Congresso precisa fornecer uma solução legislativa definitiva, justa, para ajudar as famílias que estão sendo destruídos a cada dia”, acrescenta.

Ela lembrou que quando tinha 14 anos, voltava da escola e encontrava a sua casa vazia. "As luzes estavam acesas e o jantar tinha sido iniciado, mas a minha família não estava lá", comentou. "Os vizinhos deram a notícia de que os seus pais tinham sido levados por oficiais de imigração”, lembra.

O seu irmão mais velho foi deportado quando a filha dele ainda era uma criança. “Ela ainda tinha a mãe, mas a família ficou sem o patriarca e enfrentou uma série de desafios”, disse ressaltando que sua sobrinha está na cadeia agora. “Precisamos de uma reforma ampla e urgente”, conclui.

Guerrero nasceu em New Jersey e cresceu em Boston (Massachusetts) depois que sua família foi deportada para a Colômbia.

Fonte: Da Redação