Publicado em 23/01/2015 as 12:00am

Prefeito de NYC lança ID para imigrantes

O governo da cidade Nova York lançou, na semana passada, a carteira de identidade para imigrantes ilegais e gerou satisfação e também receio entre os brasileiros.

O governo da cidade Nova York lançou, na semana passada, a carteira de identidade para imigrantes ilegais e gerou satisfação e também receio entre os brasileiros.

“A carteira municipal será aceita pela polícia como prova de identificação e este documento dará acesso a prédios públicos e benefícios locais”, declarou o prefeito de NYC, Bill de Blasio.

Durante a coletiva de imprensa realizada na Queens Library, no dia 12 ele exibiu a sua própria carteira. "O documento de identidade de Nova York não é apenas um carteira para todos os novaiorquinos; é uma porta aberta para os serviços da cidade, a chave para se abrir uma conta bancária ou obter um cartão de biblioteca", declarou De Blasio.

Os brasileiros receberam a notícia de forma positiva, mas com certo receio, e comentam sobre o assunto. Para muitos brasileiros a carteira não se aplica a eles, pois estão legalizados como comenta Kátia Leandro: “Não estou muito a par do assunto, porém acho excelente que quem necessita tenha uma identificação”.

Em contrapartida, para muitos brasileiros e imigrantes de outros países, a situação é diferente e há diversos moradores que irão se beneficiar, como comenta o promoter Fernando Tormena. “Acho excelente essa carteira de identidade. Tenho muitos amigos felizes com notícia. Os indocumentados vão poder viajar com mais tranquilidade dentro dos EUA. Alem dos benefícios que a cidade vai oferecer para quem tem o ID. Eu acho que e um direito do individuo não importa a sua condição e para o Governo é importante para reconhecer e poder identificar as pessoas que estão morando aqui”.

A chef, Gislaine, que vive em Astoria, diz estar muito contente com a ação do prefeito. “Para mim vai ser bom até pelo simples direito de conseguir trocar algo ou retornar e não precisar ir com passaporte. Se sentir como uma pessoa que tem uma identificação, se valorizar, estou amando”.

Além de uma simples identificação, Karinne Melo, coordenadora de eventos, diz que é também uma questão de inclusão social. “Na minha opinião a carteira para indocumentados é de grande importância para a inclusão de todos os imigrantes que aqui residem. Muitas pessoas poderão usufruir de vários serviços que a cidade disponibilizará aos portadores do documento e que poderá ser também um grande passo para uma legalização futura. Além dos benefícios para o imigrante também será uma forma de sabermos quem realmente reside na cidade e acredito que isso ajudará a manter a cidade mais segura, visto que muitos imigrantes praticam crimes e vivem às margens da sociedade. O prefeito de NY acertou na sua decisão ao implementar a carteira de identidade para indocumentados”.

Por outro lado, alguns brasileiros diz que isso é uma faca de dois gumes, com seu lado positivo e seu lado preocupante. O atleta profissional de jiu-jitsu, Aurelio Augusto Tadeu Pinto, que mora atualmente em NYC, comenta a respeito: “Eu acho muito legal isso porque pode ajudar os imigrantes como facilitar para conseguir empregos ou até mesmo poder viajar para várias outras cidades nos Estados Unidos, por outro lado ajudará o governo americano a ter um controle sobre o número de imigrantes ilegais no País e sobre suas taxas de impostos pagos ou não”.

A designer gráfico, Renata De Oliveira, também segue a mesma linha de pensamento. “Sempre estive legal neste País, então não me aprofundo muito sobre os casos de ações para imigração, mas me mantenho informada e ontem eu li um artigo a respeito da carteira e penso ser uma boa iniciativa do prefeito De Blasio. Acho que as pessoas se sentirão menos discriminadas, mas ao mesmo tempo, se me achasse nesta posição ilegalizada, teria muito receio que talvez o governo poderia estar arrecadando nomes pra depois poder deportar”, analisa.

O processo de inscrição foi aberto no dia 12 e se aplica a todos os residentes com mais de 14 anos, estes poderão obter este documento municipal de identidade,

Em uma primeira etapa, a prefeitura abriu 17 centros de inscrição, nos distritos de Manhattan, Bronx, Queens, Brooklyn e Staten Island.

Fonte: Da Redação do Brazilian Times | Reportagem de Marisa Abel