Publicado em 9/02/2015 as 12:00am

Elite brasileira decide emigrar para os EUA

Massachusetts tem sido um dos destinos mais procurados

As altas taxas de criminalidade e a economia moribunda são alguns dos fatores que estão estimulando brasileiros a se mudarem para os Estados Unidos. Entretanto, a diretora-executiva da Autoridade de Desenvolvimento do Centro de Miami, Alyce M. Robertson, soube de outro motivo em uma recente viagem de negócios no Brasil: a presidente Dilma Rousseff.

Nos últimos meses, muitos brasileiros reagiram à reeleição se mudando para Miami e outros lugares como Orlando (Florida), New York (New York) e Boston (Massachusetts). “Depois da última eleição, nós estávamos falando com muitas pessoas que estavam preocupadas em tirar seu capital do Brasil”, disse Robertson recentemente em Miami. Essas preocupações, tanto no Rio quanto em São Paulo, eram “na maioria por conta da política”.

“Eles se sentem principalmente preocupados com a instabilidade do ambiente político do Brasil, eles não querem ser os últimos a sair”, afirmou a advogada Genilde Guerra, do escritório Kravitz & Guerra, em Miami.

A advogada disse que o número de ligações de brasileiros para seu escritório aumentou dez vezes desde a eleição. Eles procuram ajuda para tirar vistos, comprar casas e começar negócios nos EUA.

Quase três milhões de brasileiros vivem fora do país de 200 milhões de habitantes, de acordo com dados de 2013 do Ministério das Relações Exteriores. Desse número, cerca de um terço vive nos Estados Unidos.

A mais recente onda de brasileiros migrantes tende a ser diferente das anteriores. Durante os anos 1980 e 1990, o desemprego e a inflação alta no Brasil fizeram com que milhares de brasileiros se mudassem para os EUA atrás de oportunidades de emprego para poderem mandar o máximo de dinheiro de volta para suas casas. Hoje, os migrantes brasileiros estão trazendo seus bens. Assim como outros latino-americanos, incluindo cubanos, colombianos e venezuelanos, os brasileiros consideram, há muito tempo, os EUA como um local seguro para “estacionar” o dinheiro durante os períodos de agitação política e econômica no Brasil.

Fonte: Da Redação

Top News