Publicado em 6/03/2015 as 12:00am

Congresso aprova Orçamento do DHS e não afeta imigração

Os Republicanos tentaram usar o orçamento para bloquear os recursos que seriam utilizados para as medidas pró-imigrantes indocumentados anunciadas por Obama.

O Congresso Americano passou, na segunda-feira (02), o novo orçamento do Departamento Nacional de Segurança (DHS, sigla em inglês), do qual o Departamento de Imigração (USCIS) faz parte. Esse orçamento teve grandes resistências no Senado e na Câmara da parte de Republicanos da ultradireita devido às suas oposições às iniciativas do Presidente Obama da expansão do DACA e do DAPA.

Os Republicanos tentaram usar o orçamento para bloquear os recursos que seriam utilizados para as medidas pró-imigrantes indocumentados anunciadas por Obama. O Senado passou o orçamento, após grande polêmica, quatro votações de oposição falidas e ameaças de parar o governo. Em seguida, o documento foi enviado para a Câmara para votação.

A Câmara, após muito bater de frente e ameaças entre os dois partidos (Democrata e Republicano), votou e passou a medida por 257 votos a favor e 167 contrário. O Orçamento teve o apoio de 75 Republicanos e não houve bloqueio financeiramente em torno das medidas do Presidente. “Foi um tapa de luva em muitos que anunciavam que conservadores são antiimigrantes”, disse o advogado brasileiro especializado em imigração, Danilo Brack.

Segundo ele, essa última batalha no Congresso ilumina mais a razão “porque o mesmo nunca colocou em pauta a reforma imigratória aprovada no Senado em 2012”. Para o advogado, a aprovação do orçamento ilustra a necessidade de mudança na liderança do Congresso e talvez de um sistema mais apurado de cobranças sobre as ações dos representantes.

Danilo afirma que líderes, por razões políticas locais e pessoais dentro de seus condados, ferem a possibilidade de crescimento e desenvolvimento do país, e recentemente tem atrasado resolução de grandes causas necessárias à população, por causa de divergências infundadas em reconhecer legalmente um povo já integrado, enraizado e que faz parte da economia e progresso do país. O advogado estaria se referindo aos imigrantes que muito contribuem para o crescimento dos Estados Unidos.

Para o profissional, essa votação representa uma grande vitória para todos os imigrantes, por significa um passo mais perto de uma implementação das iniciativas do Presidente, que prevê legalizar cerca de cinco milhões de imigrantes. “Resta agora nossas cortes reconhecerem a legalidade constitucional das medidas”, concluiu.

Fonte: Da Redação