Publicado em 8/05/2015 as 12:00am

Hodgson critica Obama por deixar imigrantes livres em MA

O oficial disse que as políticas federais dos EUA estão protegendo demais os indocumentados

Da redação

O xerife Thomas Hodgson, do Condado de Bristol, mais uma vez apareceu na mídia para atacar os imigrantes indocumentados em Massachusetts. Desta vez, ele atacou os agentes de imigração e as políticas adotadas pela administração do presidente Barack Obama. “Muitos imigrantes criminosos estão sendo protegidos por eles e são colocados em liberdades devido à estas leis”, disse.

Se mostrando indignado e chateado, ele argumentou que as políticas de imigração de Obama, conhecido como “Priority Enforcement Program”, estão permitindo que imigrantes indocumentados sejam presos e soltos várias vezes, para depois serem deportados. “Nós estamos gastando recursos consideráveis para manter marginais fora das ruas e as autoridades federais os estão liberando”, disse.

Para ele, é inconcebível que depois de gastar recursos para prender os imigrantes ilegais criminosos e deportá-los, o Governo Federal ajuda a liberá-los e pô-los de volta nos bairros, ameaçando a segurança dos cidadãos de bens e residentes legais, bem como as suas famílias. “Se ele cometeu um crime e foi preso, não deve mais ser livre e sim deportado”, afirmou.

O maior número de detentos em um centro de imigração está no complexo de correção do Condado de Bristol. Em Junho de 2014 eram 232 e atualmente tem 67, devido as novas medidas de Obama. “Centenas de detidos por terem cometido crimes graves como assaltos, vendas de drogas e outros foram liberados do Centro de Detenção de Darthmouth”, disse.

O xerife qualifica a política de Obama como meramente voltada para votos e não para o bem comum. Ele acrescentou que ambos os partidos no Congresso (Democrata e republicano) compartilham a mesma culpa pela falta de uma reforma de imigração. “Os congressistas não estão fazendo o seu trabalho”, disse.

Hodgson lida com assuntos relacionados a imigração desde 1998 e se disse frustrado com o fracasso do Congresso diante de aprovar uma reforma de imigração. Ele também disse que apoia a Associação Nacional de xerifes, que luta por assegurar uma melhor proteção nas fronteiras do país, especialmente no sudoeste.

Em relação às eleições presidenciais, ele disse que o republicano Donald Trump é “um campeão do povo” e que tem muito a contribuir para o país. O presidenciável também se mostrou contra a presença de imigrantes indocumentados nos EUA.

Fonte: Brazilian Times