Publicado em 10/06/2015 as 12:00am

Secretário de Segurança diz que presença de imigrantes é irreversível

Jeh Johnson diz que o país terá que conviver com os quase 11,3 milhões de imigrantes que vivem e trabalham no País

     “Os quase 11,3 milhões de imigrantes ilegais que vivem nos Estados Unidos não partirão mais e o país terá de conviver com isso”, afirmou na última segunda-feira o secretário de Segurança Interna, Jeh Johnson.

     Deste total, "mais da metade está aqui há mais de dez anos, muitos têm mulher e filhos que são cidadãos americanos ou residentes legais", disse Johnson na Universidade de Rice.
"Estas pessoas estão aqui, vivem entre nós e não partirão. Não vamos expulsá-los. Nenhum governo  deportará um grupo tão grande. Não há recursos para isto", afirmou Johnson.
Em seu discurso, Johnson destacou que o número de imigrantes ilegais foi reduzido drasticamente nas últimas duas décadas, e defendeu as medidas de alívio migratório anunciadas pelo presidente Barack Obama em novembro passado.

     Para o secretário da Segurança Interna, os Estados Unidos devem permitir "que estas pessoas que vivem aqui durante anos e que não partirão saiam das sombras, que regularizem sua situação". "Queremos saber quem são", disse.

     O Senado americano, com o apoio de vários legisladores do Partido Republicano, aprovou em 2013 uma ampla e ambiciosa reforma de todo o sistema migratório, mas o projeto foi sepultado pela Câmara de Representantes.

     No final do ano passado, após o Partido Republicano assumir o controle das duas câmaras do Congresso, Obama emitiu decretos para ajudar a tirar da clandestinidade quase 4 milhões de imigrantes ilegais.

Fonte: BRAZILIAN TIMES