Publicado em 17/06/2015 as 12:00am

Comitê vota a favor da "Safe Driving Bill"

Representantes de várias entidades se reuniram em Framingham para apoiar a liberação de carteiras de motoristas a imigrantes

Fabiano Ferreira

     Por unanimidade, o Comitê Democrático de Framingham (MA) votou a favor, no último domingo, do “Safe Driving Bill”, um projeto de lei que propõe a retirada da exigência de status migratório para a obtenção de carteira de motorista para indocumentados.

     Participaram da reunião a deputada Farley Bouvier, representantes do Grupo Mulher Brasileira, Centro do Imigrante Brasileiro, MIRA (Massachusetts Immigrant e Advocacy Coalition para os Refugiados), Rede ABR, Massa Viana - Imigração e Lei da Nacionalidade, Unitarian Universalist Rede de Ação em Massa , Dominican Development Center e Consulado Geral do Brasil em Boston.

     Segundo Margareth Shepard, do Grupo Mulher Brasileira, a aprovação unânime é mais um passo no apoio à causa para os imigrantes. “Sabemos que a carteira de motorista é muito importante para todos que trabalham, principalmente as mulheres, que geralmente tem empregos que requerem dirigir para levar adultos e crianças ao médico, ir ao supermercado e fazer outros serviços que exigem deslocamento”, explicou.

     De acordo com ela, juntando as entidades integrantes da MIRA e demais representações, há pelo menos 150 órgãos unidos em defesa da carteira de motorista para imigrantes.

     O projeto já foi apresentado outras vezes e vem passando por alterações para que seja maior a chance de aprovação. Agora, a coalizão aguarda que seja marcada a primeira audiência como o Comitê de Transportes da Prefeitura de Boston, depois o departamento financeiro  e a seqüencia no Senado. O “Safe Driving Bill” ganhou mais força no ano passado.

     Margareth ressalta que é muito importante as pessoas entenderem que uma mudança como essa passa, necessariamente pela política e que, portanto é essencial o apoio de autoridades e representantes de diferentes setores da comunidade. “A votação unânime do último domingo foi um passo a mais rumo a esta conquista tão importante para os imigrantes”, destacou Margareth.  

Fonte: Brazilian Times